Geral

Botafogo vira contra o Inter no Beira-Rio

O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com […]

Arquivo Publicado em 17/06/2012, às 00h47

None

O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias')’>>O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias>Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias')’>>O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias>O jogo

O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias')’>>O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias>Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias')’>>O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias>Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias')’>>O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias>O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias')’>>O Inter ganhou os “reforços” de Leandro Damião e Oscar, que estavam com a seleção brasileira, e ainda jogava no Beira-Rio, mas sentiu o gosto do próprio “veneno” neste sábado. Em jogo da 5ª rodada do Brasileirão, o Colorado saiu na frente, mas levou a virada do Botafogo e perdeu por 2 a 1, com um dos gols feito pelo ex-colorado Andrezinho. Este, por respeito aos torcedores, preferiu não comemorar o tento de empate.

Fellype Gabriel fez o segundo e garantiu a vitória alvinegra – a terceira no campeonato, sendo a segunda fora de casa. Com nove pontos, o Bota assume a 5ª colocação e ultrapassa o próprio Inter, o sexto colocado, com oito pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe a Ponte Preta, domingo, dia 24, às 18h30 no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Inter visita o Sport na Ilha do Retiro.

O jogo

O Botafogo começou a partida no Beira-Rio precisando vencer para se recuperar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão. Por isso, o time alvinegro começou dominando as ações. Com muita vontade, Vitor Júnior fez falta dura e logo aos dois minutos levou cartão amarelo.

Com maior posse de bola, o Botafogo não transformava este domínio em conclusões a gol. Apesar de três meias com características ofensivas, Herrera ficava muito isolado no ataque. Com isso, a partir dos quinze minutos o Colorado começou a equilibrar a partida. Fellype Gabriel, que retornava a equipe alvinegra depois de uma lesão no joelho direito, deu um susto no técnico Oswaldo de Oliveira aos 20 minutos. Ele sofreu uma pancada de Índio e saiu de campo na maca, porém retornou e seguiu na partida normalmente.

Aos trinta minutos, depois de mais um vacilo da defesa alvinegra, Guiñazú cobrou falta rápida para Oscar que cruzou, Damião cabeceou errado para o gol e acabou dando um passe para Dagoberto cabecear sem chances para Jefferson: 1 a 0.

Depois de sofrer o gol, o Botafogo partiu para o ataque novamente. O time carioca até teve boas oportunidades, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa colorada. Aos trinta e seis minutos, nova bobeada da defesa do Botafogo e quase que o Internacional tem a chance de ampliar. Com maior posse de bola, o Glorioso terminou o primeiro tempo como começou: tocando muito a bola, mas sem chutar no gol de Muriel.

Meias brilham e Fogão vira

O Botafogo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a história do primeiro. Com a mesma equipe em campo, o time alvinegro partiu para o ataque. Já o adversário adotou a tática inversa, começou tentando administrar a vantagem.

A ousadia de Oswaldo de oliveira, que mandou sua equipe para o ataque não demorou a surtir efeito. Com boas jogadas pelas laterais, o Alvinegro chegava a todo momento ao gol colorado. Aos doze minutos a recompensa chegou com Andrezinho. Com um belo chute de fora da área, o antigo jogador do Internacional fez um belo gol e empatou a partida. 1 a 1. Este foi o seu primeiro gol pelo Glorioso.

Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias>Aos 20 minutos, Vitor Júnior foi derrubado na área e o árbitro nada marcou para o desespero do time carioca. O time não desistiu e continuo pressionando e dominando totalmente o adversário. Após boas jogadas e chances desperdiçadas a virada não demorou a vir. Aos 26, Fellype Gabriel de cabeça marcou para a alegria alvinegra. O Inter tentou de todas as formas, mas foi derrotado e saiu de campo sob vaias

Jornal Midiamax