Geral

Botafogo pega Guarani para afastar fantasmas e confirmar vaga

O Botafogo recebe o Guarani nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ), pelo confronto de volta da segunda fase da Copa do Brasil. O Alvinegro entra em campo na condição de favorito para se classificar para as oitavas de final, pois venceu em Campinas […]

Arquivo Publicado em 18/04/2012, às 19h31

None

O Botafogo recebe o Guarani nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ), pelo confronto de volta da segunda fase da Copa do Brasil.


O Alvinegro entra em campo na condição de favorito para se classificar para as oitavas de final, pois venceu em Campinas (SP) por 2 a 1. Com isso, pode até mesmo perder por 1 a 0, já que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.


Resta ao Bugre vencer por dois gols de vantagem ou por um gol de diferença, a partir de 3 a 2. Se devolver o 2 a 1, a equipe paulista forçará a disputa de pênaltis. Invicto na temporada, o Botafogo tem uma boa chance de afastar um histórico recente de eliminações na segunda fase da Copa do Brasil, sendo algumas com dose de vexame.


Em 2001 o Alvinegro caiu diante do Remo-PA. Já em 2004 o rival o algoz foi o Gama-DF, assim como o Paulista-SP em 2005 e o Ipatinga-MG em 2006. Em 2009, nos pênaltis, os botafoguenses perderam a disputa para o Americano. Por fim, em 2010, o Santa Cruz-PE levou a melhor sobre os cariocas.


O cuidado e o respeito ao Guarani foram conceitos que Oswaldo de Oliveira conseguiu colocar na cabeça dos botafoguenses. Os jogadores, inclusive, estudam até mesmo jogar com o regulamento debaixo do braço.


“Temos que ser inteligentes. O Guarani não tem nada a perder, precisa do resultado e vai partir com tudo para cima da nossa equipe. Precisamos estar ligados e cientes de que conseguimos um importante resultado na partida de ida. Porém, isso ainda não nos garantiu a classificação”, disse o meia Fellype Gabriel.


Para este compromisso, o Botafogo terá o desfalque do lateral direito Lucas, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo na partida de ida. Sem substituto da origem na posição, Oswaldo vai improvisar o volante Lucas Zen, recuperado de dores musculares na coxa direita que o tiraram do empate por 1 a 1 com o Boavista no fim de semana pela Taça Rio.


Pelo lado do Guarani, o técnico Vadão faz mistério quanto à escalação, mas poderá preservar alguns titulares de olho no confronto diante do Palmeiras pela Copa do Brasil. “Nós vamos ter uma semana complicada. Domingo é um jogo decisivo pelo Paulistão, mas diante do Botafogo também é uma decisão. Espero que a minha equipe possa se comportar bem e ter sucesso nesses confrontos, pensando em um de cada vez”, disse Vadão.


Apesar do mistério de Vadão, três jogadores são desfalques certos: o goleiro Emerson, com dores na coxa direita, o volante e capitão Wellington Monteiro, que sofreu uma lesão grave no joelho direito e o camisa 10 Fumagalli, com lesão no tendão do pé direito, que cede lugar a Bruno Neves.


O classificado do encontro entre Botafogo e Guarani vai enfrentar o ganhador do duelo entre Vitória-BA e ABC-RN, que se enfrentam nesta quarta-feira em Salvador (BA). Na ida as duas equipes empataram por 1 a 1.


FICHA TÉCNICA BOTAFOGO-RJ X GUARANI-SP


Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)


Data: 18 de abril de 2012 (Quarta-feira)


Horário: 21h50 (de Brasília)


Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS)


Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Carlos Henrique Selbach (RS)


BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas Zen, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Fellype Gabriel, Elkeson e Andrezinho; Loco Abreu Técnico: Oswaldo de Oliveira


GUARANI: Juliano, Oziel, Neto, Domingos e Bruno Recife; Willian Favoni, Fábio Bahia, Danilo Sacramento e Bruno Neves; Fabinho e Bruno Mendes Técnico: Vadão

Jornal Midiamax