Geral

Atriz inglesa diz que implante de silicone francês “explodiu”

Se no Brasil a Vigilância Sanitária suspendeu a venda de próteses de silicone Poly Implant Prothese (PIP) e o Ministério da Saúde está proporcionando atendimento às pessoas que o colocaram, a atriz inglesa Vanessa Halstead contou ao Daily Mail seu recente drama, dizendo que um dos implantes da marca começou a inchar, “ficando do tamanho […]

Arquivo Publicado em 28/01/2012, às 11h50

None

Se no Brasil a Vigilância Sanitária suspendeu a venda de próteses de silicone Poly Implant Prothese (PIP) e o Ministério da Saúde está proporcionando atendimento às pessoas que o colocaram, a atriz inglesa Vanessa Halstead contou ao Daily Mail seu recente drama, dizendo que um dos implantes da marca começou a inchar, “ficando do tamanho da cabeça e acabou explodindo”.

Segundo ela, o acidente aconteceu oito anos depois do implante e a moça decidiu mudar a marca e lançou uma campanha contra a PIP no Facebook. Jean-Claude Mas, dono da empresa, foi liberado hoje (27) depois de pagar fiança. Ele foi preso na quinta-feira (26), sob a acusação de homicídio culposo involuntário e por causar lesões. O inquérito foi instaurado depois da morte por câncer de uma mulher em 2010.

O julgamento do médico deve começar em outubro. Aproximadamente 2.700 mulheres entraram com processos e reclamações contra Mas na França, e governos em diversos outros países, como o Reino Unido e o Brasil, pediram às mulheres com próteses da marca para consultarem seus médicos.

Jornal Midiamax