Geral

Apple apresenta iPad 3 na próxima quarta

A Apple confirmou esta semana que realizará um evento em San Francisco, na Califórnia, na próxima quarta-feira (7). Com o título “algo que você precisa ver e tocar”, o evento começará às 15 horas no horário de Brasília. Ao que tudo indica, o CEO da Apple, Tim Cook, apresentará à plateia a terceira geração do […]

Arquivo Publicado em 02/03/2012, às 23h33

None

A Apple confirmou esta semana que realizará um evento em San Francisco, na Califórnia, na próxima quarta-feira (7). Com o título “algo que você precisa ver e tocar”, o evento começará às 15 horas no horário de Brasília.


Ao que tudo indica, o CEO da Apple, Tim Cook, apresentará à plateia a terceira geração do iPad. De acordo com sites chineses, os primeiros lotes do iPad 3 já deixaram as fábricas de Shenzhen rumo a aeroportos em Los Angeles, San Francisco, Chicago e Nova York.


As principais informações publicadas por sites como Cnet, Washington Post e New York Times ao longo dos últimos meses dão conta de que o iPad 3 terá um processador mais veloz que o A4, que exibe dois núcleos de processamento de 1 GHz, também usado no iPhone 4S. A principal especulação é que o iPad 3 tenha o processador A5, fabricado pela Samsung, com 2 Ghz em cada um dos dois núcleos de processamento.


Também é provável que o novo iPad estreie a tela retina, já usada no iPhone desde o modelo iPhone 4. Se confirmada a informação, a tela do iPad 3 terá quatro vezes mais resolução que a do iPad 2. As câmeras usadas no iPad 2 também devem receber um upgrade.


Atualmente, o iPad usa câmeras com qualidade inferior a 1 MP. Não há informações seguras sobre que tipo de sensor pode ser usado no iPad 3, mas se o tablet seguir a atualização de hardware já utilizada no iPhone 4S, o equipamento poderia exibir uma câmera de 8 MP para gravar vídeos e fotos. A Apple também pode optar por liberar o uso da assistente de voz Siri, disponível no iPhone 4S no iPad 3.


Uma grande dúvida em torno da estreia do iPad 3 é se o novo hardware suportará as redes 4G no padrão LTE. Rivais da Apple como os tablets da Samsung e Motorola, bem como os smartphones destas marcas, já oferecem acesso ao LTE nos Estados Unidos.


Também é provável que a nova geração de iPads fique pelo menos 20% mais cara nos Estados Unidos. O modelo de 16 GB Wi-Fi, comercializado por US$ 499 teria seu preço reajustado para US$ 570. A mudança no patamar de preço visaria manter a margem de lucro da Apple, mesmo com um custo maior na produção do hardware, que passará a usar componentes mais caros e sofisticados.


Jornal Midiamax