Geral

Administrador de fazenda furtava e vendia gado do patrão em Selvíria

Após o registro da ocorrência de um furto, de aproximadamente 180 cabeças de gado de uma fazenda localizada no município de Selvíria, a Polícia Civil, com o apoio de policiais da Delegacia de Investigações Gerais de Três Lagoas (DIG), conseguiu identificar o autor do crime. Para surpresa do proprietário da fazenda, o furto era praticado […]

Arquivo Publicado em 05/12/2012, às 14h57

None

Após o registro da ocorrência de um furto, de aproximadamente 180 cabeças de gado de uma fazenda localizada no município de Selvíria, a Polícia Civil, com o apoio de policiais da Delegacia de Investigações Gerais de Três Lagoas (DIG), conseguiu identificar o autor do crime.


Para surpresa do proprietário da fazenda, o furto era praticado pelo próprio administrador, um homem de 38 anos, que acabou confessando que furtava e negociava o gado do “patrão”, apropriando-se dos valores recebidos.


Com a descoberta do autor, a polícia conseguiu a localização imediata de quase cem cabeças, as quais tinham sido vendidas para proprietários de fazendas na região e também para corretores. Comprovou-se ainda que parte do gado foi vendida para um frigorífico com a participação de comparsas que providenciaram documentos para tornarem “legais” o transporte e o abate.


Durante as investigações, os policiais encontraram na residência do administrador uma espingarda calibre 32, sem a devida documentação, motivo pelo o qual ele foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Quanto ao furto do gado, foi pedida a prisão preventiva.


A Polícia segue as investigações visando à identificação dos demais envolvidos, pois há indícios de atuação de uma quadrilha. O administrador foi demitido e espera o fim do processo no Presídio de Segurança Média de Três Lagoas.

Jornal Midiamax