Geral

A exemplo de SP, 35% das capitais têm virada no 2º turno

Dos 17 prefeitos eleitos no último domingo nas capitais brasileiras que tiveram segundo turno, seis reverteram o resultado do dia 7 de outubro, viraram a disputa e vão comandar as cidades de São Paulo (SP), Curitiba(PR), Fortaleza (CE), Belém (PA), Macapá (AP) e Porto Velho (RO) pelos próximos quatro anos. A vitória mais significativa foi […]

Arquivo Publicado em 29/10/2012, às 13h59

None

Dos 17 prefeitos eleitos no último domingo nas capitais brasileiras que tiveram segundo turno, seis reverteram o resultado do dia 7 de outubro, viraram a disputa e vão comandar as cidades de São Paulo (SP), Curitiba(PR), Fortaleza (CE), Belém (PA), Macapá (AP) e Porto Velho (RO) pelos próximos quatro anos. A vitória mais significativa foi de Fernando Haddad(PT), que largou com apenas 3% das intenções de voto segundo as primeiras pesquisas eleitorais, ganhou fôlego durante a campanha e chegou ao segundo turno do maior colégio eleitoral do País com 28,98% dos votos válidos (1.776.317), contra 30,75% (1.884.849) de José Serra (PSDB). Ontem, ele obteve 3.387.270 de votos (55,57%) e venceu o tucano, que terminou com 44,43% (2.708.768).

“Quero agradecer aos apoiadores que ampliaram nossa corrente no segundo turno, nos quais sintetizo minha homenagem e meu agradecimento nas figuras do querido deputado Gabriel Chalita (PMDB) e no vice-presidente Michel Temer (PMDB)”, disse Haddad no discurso após a vitória, reconhecendo a importância de apoios para buscar os eleitores que faltaram no primeiro turno.
Em Curitiba (PR), o ex-deputado federal Gustavo Fruet (PDT) aparecia nas pesquisas anteriores ao primeiro turno como terceiro colocado, mas deixou para trás o atual prefeito, Luciano Ducci (PSB), e ultrapassou o deputado Ratinho Júnior (PSC), obtendo uma vitória larga no domingo. Fruet saltou de 27,22% dos votos (265.451) para 60,65% (597.200), enquanto Ratinho passou de 34,09% (332.408) para 39,35% (387.483) dos votos.
“Já conversei por telefone com o prefeito Ducci, que me cumprimentou, mostrou-se muito receptivo, e marcamos a nossa primeira reunião de transição. Nomeei o professor Fábio Scatolin coordenador da equipe e, passada a campanha, é hora do diálogo, do pensamento no bem da cidade”, discursou o vencedor.
Psol perde Belém, mas leva Macapá
No Norte, o pleito foi acirrado em Macapá (AP), onde o candidato Clécio (Psol) cresceu e derrotou Roberto (PDT), que teve uma boa votação no primeiro turno – 82.039 (40,18%). O socialista saiu de 27,89% (56.947) para 101.261 votos (50,59%), enquanto o pedetista ficou com 98.892 (49,41%).
Já em Belém (PA), Edmilson Rodrigues (Psol) viu a ascensão de Zenaldo Coutinho (PSDB) e perdeu a prefeitura por mais de 100 mil votos. No primeiro turno, Rodrigues teve 32,58% (252.049) e o tucano, 30,67% (237.252). Ontem, o socialista fez 336.059 votos (43,39%) e Coutinho, 438.435 (56,61%).
Conforme o Tribunal Superior Eleitoral, em Porto Velho (RO), o candidato Dr. Mauro Nazif (PSB) obteve 142.937 votos (63,03%) e deixou para trás Lindomar Garçon (PV) – 83.828 (36,97%). Em Fortaleza (CE), Roberto Cláudio (PSB) elegeu-se prefeito com 650.607 votos (53,02%), contra 46,98% (576.435) de Elmano (PT).
21% de viradas no interior
Os resultados das urnas apontaram ainda sete viradas em 33 cidades do interior com segundo turno: Montes Claros (MG), Londrina (PR), Petrópolis (RJ), São Gonçalo (RJ), Joinville (SC), Diadema (SP) e Sorocaba (SP). Na cidade do ABC Paulista, reduto histórico do PT, o candidato da legenda, Mário Reali, obteve 105.456 votos (46,75%) no primeiro turno, mas perdeu para Lauro Michels (PV), que pulou de 94.562 votos (41,92%) para 145.084 (60,44%). Reali acabou com 39,56% (94.963).
Segundo turno ocorre em 50 municípios
Mais de 31 milhões de eleitores foram às urnas neste domingo eleger o prefeito em 50 cidades do Brasil em que há segundo turno, sendo 17 capitais. O Terra, maior empresa latino-americana de mídia digital, faz a cobertura completa das eleições nas capitais e principais cidades do País e apuração de votos em tempo real.
Jornal Midiamax