Simted quer agenda com Murilo para tratar de salários de aposentados e outros assuntos

O Simted/Dourados (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação), marcará uma reunião com o prefeito Murilo Zauith, para tratar da questão dos professores aposentados que estão sem receber o reajuste de 8% retroativos ao mês de abril. De acordo com o presidente do sindicato, José Carlos Brumatti, uma agenda já foi solicitada com o mandatário para […]
| 02/12/2011
- 22:36
Simted quer agenda com Murilo para tratar de salários de aposentados e outros assuntos

O Simted/Dourados (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação), marcará uma reunião com o prefeito Murilo Zauith, para tratar da questão dos professores aposentados que estão sem receber o reajuste de 8% retroativos ao mês de abril.

De acordo com o presidente do sindicato, José Carlos Brumatti, uma agenda já foi solicitada com o mandatário para discutir sobre o assunto. “Já solicitei uma agenda e ela deverá ser marcada nos próximos dias, para resolvermos esta situação”, afirmou.

O aumento foi discutido em abril e após várias reuniões, foi implantado em agosto, com data retroativa à época, mas os educadores aposentados não estão recebendo os valores corrigidos por parte da prefeitura.

Outra situação que está pendente junto a administração municipal é sobre a nomeação de educadores aprovados em concurso para a Coordenação Pedagógica. No início de novembro, o prefeito pediu um prazo até o dia 30 de novembro para responder sobre a reivindicação do profissionais.

Passado o período sem qualquer pronunciamento oficial, a diretoria do Simted  vem cobrando uma definição quanto a data da nomeação dos aprovados.

Além dos dois casos acima há, também, a situação da implantação do aumento da hora-atividade (planejamento) para os professores, que está determinado na Lei Federal n° 11.738 que trata do piso salarial nacional para professores que deveria ter sido implantada em 2008, mas como alguns governadores entraram com uma A.D.I. contra a lei, ela ficou suspensa.

No entanto, em 2011 o Supremo julgou a lei constitucional, com o acordo sendo publicado no mês de agosto.

O prefeito Murilo Zauith disse que definiria a situação da administração sobre o assunto, para que o  benefício constitucional seja estendido aos professores de Dourados já em 2012. Como até o momento não houve um retorno, o Simted já providenciou uma ação judicial a fim de fazer com que a prefeitura cumpra esse dispositivo legal.

Veja também

A página foi criada para dar mais transparência sobre publicidade eleitoral exibida por meio de todas as plataformas da empresa

Últimas notícias