Por 40 votos a 15, o Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (17) a indicação do general-de-exército Luis Carlos Gomes de Mattos para o cargo de ministro do Superior Tribunal Militar (STM). A indicação já havia sido aprovada, pela manhã, por 9 votos a 3, pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). 

Em seguida ao anúncio do resultado, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) destacou a reputação ilibada do general, mas lamentou que o indicado não tenha notório saber jurídico, o que, segundo o parlamentar, foi verificado na sabatina. Em resposta, o senador Anibal Diniz (PT-AC) afirmou que o notório saber jurídico não é exigido para os ministros militares do STM, sendo suficiente o conhecimento da vida militar para a composição daquela corte.