Geral

Sarney reafirma que será candidato à Presidência do Senado

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), confirmou, nesta sexta-feira (28), que aceitou a indicação do seu partido e será candidato à presidência da Casa para o biênio 2011/12, como havia afirmado ontem à Folha de S. Paulo. Sarney afirmou que aceitar a indicação de seu nome pelo PMDB para dirigir a Casa pela quarta […]

Arquivo Publicado em 28/01/2011, às 17h18

None

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), confirmou, nesta sexta-feira (28), que aceitou a indicação do seu partido e será candidato à presidência da Casa para o biênio 2011/12, como havia afirmado ontem à Folha de S. Paulo.


Sarney afirmou que aceitar a indicação de seu nome pelo PMDB para dirigir a Casa pela quarta vez será um sacrifício.


– Já fui presidente algumas vezes e hoje eu já tenho certa idade. Para mim, é uma carga de trabalho muito grande dirigir uma casa política, colegiada e, ao mesmo tempo, com grandes problemas na área administrativa – disse ele.


De acordo com o presidente, apesar das dificuldades, a sua expectativa é de poder ajudar o Senado e o país à frente da presidência da Casa. Segundo Sarney, o Senado deve se dedicar em 2011 à discussão de problemas que aguardam a decisão do Congresso Nacional e que foram prejudicados em 2010 por se tratar de um ano eleitoral.


– Ano passado foi um ano político, um ano atípico, um ano de reeleição. A predominância da pauta política dominou os trabalhos do Congresso. Este ano, estamos começando o governo com um trabalho novo. Acho que o grande enfoque será a discussão de problemas que estão esperando uma decisão do Congresso Nacional – afirmou Sarney.


Dentre os temas que devem merecer atenção do Senado este ano, Sarney destacou a busca de soluções para as enchentes que atingiram as regiões Sul e Sudeste do país e a reforma política.


– Eu acho que se não faz [a reforma política] no primeiro ano de cada legislatura, não se faz mais – assinalou.


Jornal Midiamax