Geral

‘Sangue derramado não será em vão’, diz líder palestino Abbas

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, afirmou neste domingo (15), em discurso transmitido pelo Dia da Nakba (catástrofe), que o “sangue derramado pela liberdade dos palestinos não será em vão”. “A vontade do povo é mais forte que o poder das forças opressivas”, disse ao referir-se às pelo menos 10 pessoas que […]

Arquivo Publicado em 15/05/2011, às 22h17

None

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, afirmou neste domingo (15), em discurso transmitido pelo Dia da Nakba (catástrofe), que o “sangue derramado pela liberdade dos palestinos não será em vão”.


“A vontade do povo é mais forte que o poder das forças opressivas”, disse ao referir-se às pelo menos 10 pessoas que morreram nos protestos do dia que lembra o exílio e a perda de terras pela criação em 1948 do Estado de Israel.


O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, advertiu que o país está determinado a defender suas fronteiras. “Dei ordem ao Exército para atuar com a maior prudência possível, mas também impedir que nossas fronteiras sejam forçadas”, afirmou em uma declaração transmitida pela imprensa.


Forças israelenses abriram fogo em três locais diferentes, nas fronteiras de Israel com a Síria, o Líbano e a Faixa de Gaza, deixando mortos e feridos. para impedir que multidões de manifestantes as cruzassem, no pior confronto entre as partes em muitos anos. Segundo a agência Reuters, citando fontes de segurança libanesas, 13 pessoas morreram.


Fontes da segurança libanesa disseram que mais de 100 pessoas foram feridas durante o incidente na cidade libanesa de fronteira Maroun al-Ras. O Exército de Israel disse que o Exército libanês também usou munição real numa tentativa de conter a multidão que corria em direção à cerca da fronteira.

Jornal Midiamax