Geral

Projeto Voa Viola chega à segunda edição com 14 mil usuários nas redes-sociais

O festival Voa Viola chega a sua segunda edição com lançamento nacional de edital para violeiros se inscreverem a partir do dia 17 de novembro de 2011. Com o sucesso alcançado em 2010, o projeto ganha fôlego para a continuidade e mostra a vitalidade do instrumento no país. “Para nós, é um grande prazer apoiar […]

Arquivo Publicado em 14/11/2011, às 14h27

None

O festival Voa Viola chega a sua segunda edição com lançamento nacional de edital para violeiros se inscreverem a partir do dia 17 de novembro de 2011. Com o sucesso alcançado em 2010, o projeto ganha fôlego para a continuidade e mostra a vitalidade do instrumento no país.


“Para nós, é um grande prazer apoiar um projeto que tem a cara do Brasil”, afirma Gustavo Pacheco, gerente executivo de cultura da Caixa. “O êxito do Voa Viola comprova a força da viola hoje, no país, com suas várias expressões, e acredito que ainda temos muito para conhecer”, diz Saenger.


No ano passado, foram inscritos 389 trabalhos e escolhidos 24 artistas de diversos estados brasileiros que tocam diferentes tipos de viola, traçando um panorama do uso do instrumento com músicos do sul ao norte do país. Do mineiro José Mauro e a mato-grossense Bruna Viola, à Família Pereira, fandangueiros do litoral sul, o Brasil pode conhecer uma diversidade de músicos e expressões da viola nos shows do Festival que aconteceram em Recife, São Paulo, Brasília e Minas Gerais. Os espetáculos uniram novos talentos como Arnaldo Freitas, uma das revelações do projeto, a Lenine e Mônica Salmaso, passando por Adelmo Arcoverde, Antônio Nóbrega, Inezita Barroso, entre tantos outros.


Nesta edição, a estrutura se mantém e os shows do Festival acontecem entre maio e junho em Cuiabá, Manaus, Rio de Janeiro e Porto Alegre, com nomes ainda não confirmados.
O público escolherá entre os 24 selecionados pelo júri, 12 artistas para participarem das apresentações, ao lado de atrações convidadas, por meio do portal. Mais uma vez, poderão se inscrever trabalhos com todos os tipos de viola: caipira, de cocho, nordestina, de fandango, machete e de buriti, em suas diversas afinações e expressões, em duplas, solo, grupos, em canções ou instrumental.


As menções honrosas também serão uma tônica, com premiações especiais nos seguimentos Tradição, Inovação, Dupla, Instrumental e Canção. “Queremos ampliar o mapeamento este ano”, afirma Juliana Saenger. Para tanto, foi criada uma nova categoria dedicada ao Desafio. Neste âmbito, tanto os repentistas, como os cururueiros e os desafios de forma geral que utilizem a viola estarão contemplados.

Como na edição passada, também faz parte das atividades do Projeto um Seminário para discussão de temas relevantes da viola, que será realizado em Belo Horizonte, em data a ser confirmada.


Rede social violeira


Grande sucesso na edição passada, a rede social do Voa Viola tornou-se um imenso espaço de troca de informações sobre o universo do instrumento. Com mais de 14 mil perfis, a página, abrigada no site www.voaviola.com.br, não para de crescer e angariar fãs.


Cada violeiro pode fazer o seu perfil e criar uma página com suas músicas, fotos, vídeos e informações sobre sua carreira, funcionando como um portfólio de seu trabalho. A rede possibilita também a troca de informações e o surgimento de novas parcerias profissionais e criativas.


O portal já conta com cerca de três mil músicas, fotos e vídeos, e também agrega uma agenda nacional integrada, onde fãs do instrumento podem acompanhar shows, palestras e eventos relacionados a este tema em todo o país. Como na edição anterior, os shows do Festival Nacional de Viola serão transmitidos ao vivo pelo portal.


Nesta edição, o público poderá participar enviando perguntas aos artistas, que serão feitas na coxia logo após as apresentações. Trechos de shows ficarão disponíveis na página do Youtube do projeto. No Facebook e Twitter também será possível interagir e conferir a agenda do projeto, novidades do mundo da viola e notícias relevantes sobre música.

Jornal Midiamax