Geral

Prefeito admite reajuste da passagem de ônibus, mas não revela valor

O prefeito de Campo Grande admitiu na manhã desta quinta-feira (27) que o reajuste da tarifa de ônibus na cidade já tem sido estudado, mas não revelou nenhum valor. Ele disse que estaria sendo prematuro se revelasse e garantiu que o aumento “não será abusivo”. Hoje a passagem de ônibus custa R$ 2,50 aos usuários que pagam a passagem […]

Arquivo Publicado em 27/01/2011, às 15h00

None

O prefeito de Campo Grande admitiu na manhã desta quinta-feira (27) que o reajuste da tarifa de ônibus na cidade já tem sido estudado, mas não revelou nenhum valor. Ele disse que estaria sendo prematuro se revelasse e garantiu que o aumento “não será abusivo”. Hoje a passagem de ônibus custa R$ 2,50 aos usuários que pagam a passagem na hora, e R$ 2,30 aqueles que compram o cartão de passe. 

“Não gosto de chutar, o que tiver dentro da planilha vai ser passado pra vocês”, disse. A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) com um grupo de análise planeja o aumento da tarifa.

Em fevereiro do ano passado, a tarifa de ônibus teve aumento de 9%, maior que a inflação do ano que chegou a 5,91%. Porém o valor ficou congelado em R$ 2,30 para quem paga no cartão.

Segundo Nelsinho Trad, o dinheiro ficou congelado para prestigiar quem usa o cartão. Outro ponto é em relação à retirada do dinheiro nos circulares para evitar assaltos.

Em relação à demora dos ônibus de algumas linhas, o prefeito da Capital afirmou que sempre cobra o aumento das frotas e em contrapartida a isso revelou que está sendo finalizado a licitação de mil abrigos de ônibus.

Jornal Midiamax