Geral

PNBL será revisado, afirma Paulo Bernardo

Com o objetivo de incluir Roraima e Amapá nas áreas de cobertura, o Ministério das Comunicações pretende rever o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). O intuito do plano é tornar a internet de banda larga acessível às classes de menor poder aquisitivo em todo o país. A revisão do plano foi anunciada hoje (16) […]

Arquivo Publicado em 16/03/2011, às 14h54

None

Com o objetivo de incluir Roraima e Amapá nas áreas de cobertura, o Ministério das Comunicações pretende rever o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). O intuito do plano é tornar a internet de banda larga acessível às classes de menor poder aquisitivo em todo o país.

A revisão do plano foi anunciada hoje (16) pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, durante audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado. “Vamos rever o plano e incluir Roraima e Amapá”, disse o ministro.

Segundo ele, “a falta de opções técnicas” à época do lançamento do plano foi o motivo de esses dois estados não terem sido incluídos no PNBL. “Hoje, menos de um ano depois, já temos condições para isso”, disse o ministro.“Queremos desenvolver mecanismos para diminuir as diferenças regionais”, acrescentou.

“Manaus agora tem uma linha [de fibra ótica que permite conexão com a internet] que vem de Roraima e, antes, da Venezuela”, lembrou o ministro, citando o serviço que chegou ao estado após negociações envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Jornal Midiamax