Geral

PMA multa em 3 mil homem que caçava animais na Capital

Na quarta-feira (26), Policiais Militares Ambientais de Campo Grande receberam denúncias de que um homem praticava caça, usando armadilhas e capturavam mamíferos e aves no Bairro Lagoa Parque. Os policiais foram até o local e encontraram uma armadilha que havia capturado um animal da espécie “teiú”. Os policias foram à casa do denunciado, Adauto Freixeira […]

Arquivo Publicado em 27/01/2011, às 16h34

None

Na quarta-feira (26), Policiais Militares Ambientais de Campo Grande receberam denúncias de que um homem praticava caça, usando armadilhas e capturavam mamíferos e aves no Bairro Lagoa Parque.

Os policiais foram até o local e encontraram uma armadilha que havia capturado um animal da espécie “teiú”. Os policias foram à casa do denunciado, Adauto Freixeira da Silva, 61 anos, e este negou o fato de ser dono da armadilha, porém, uma criança, neto do suspeito afirmou que o avô tinha pegado bichos e feito assado. Também populares afirmaram que ele fazia conferência das armadilhas duas vezes por dia.

Não houve provas com relação à armadilha, mas os policiais localizaram na residência do autuado, 05 aves silvestres, sendo 04 canários-da-terra e 01 coleira-do-brejo, em gaiolas sem autorização ambiental. Os animais foram apreendidos e o proprietário e suspeito de praticar caça na região foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Crimes Ambientais para responder pelo crime ambiental de manter animais silvestres em cativeiro ilegalmente.

Se condenado poderá pegar pena de 06 meses a 01 ano de detenção. Adauto ainda foi multado em R$ 3.000 contra o autuado.

Em maio do ano passado a PMA prendeu Vanderlei Rosano Alves Santana, residente no mesmo bairro, também praticando caça com armadilhas na região. O elemento havia capturado duas cutias, inclusive, uma estava bastante ferida pela armadilha e ainda havia na armadilha um outro animal da espécie “cuíca ou ratão do banhado”, que estava morto, em razão da porta de ferro da armadilha ter caído em cima do seu corpo. (Com informações da PMA)

Jornal Midiamax