Geral

PM quer separar ainda mais desfiles de Gaviões e Mancha na sexta

A Polícia Militar quer aumentar ainda mais a distância entre as apresentações da Gaviões da Fiel e da Mancha Verde na próxima sexta-feira (11), quando acontecem os desfiles das campeãs do carnaval de São Paulo no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte. Como a Dragões da Real venceu o Grupo de Acesso, três escolas de […]

Arquivo Publicado em 09/03/2011, às 21h50

None

A Polícia Militar quer aumentar ainda mais a distância entre as apresentações da Gaviões da Fiel e da Mancha Verde na próxima sexta-feira (11), quando acontecem os desfiles das campeãs do carnaval de São Paulo no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte. Como a Dragões da Real venceu o Grupo de Acesso, três escolas de torcidas organizadas irão desfilar.


A ordem dos desfiles também muda para separar as torcidas: primeiro entra a Dragões da Real, depois a Camisa Verde e Branco e, em seguida, a Gaviões da Fiel. A Unidos de Vila Maria será a quarta escola a se apresentar, seguida de Mancha Verde, Acadêmicos do Tucuruvi e a campeã Vai-Vai. Mesmo assim, a polícia ainda quer mais tempo entre os desfiles de Gaviões e Mancha, pelo menos duas escolas entre elas.


As apresentações terão um esquema de segurança especial. Serão 1,2 mil policiais na região do Sambódromo e reforço em locais considerados estratégicos, como estações de metrô. Tudo para evitar o encontro entre as torcidas organizadas. O acesso dos torcedores das três escolas ligadas a times de futebol será feito por portões diferentes e eles também vão ficar em arquibancadas separadas.


A PM já escolheu esses lugares, mas a distribuição só será definida depois de uma reunião na manhã desta quinta-feira (10) com a Liga das Escolas de Samba. Pela proposta da PM, a torcida da Gaviões da Fiel entra pelo portão 14 e fica na parte mais alta da arquibancada do setor B. Para o pessoal da Dragões da Real, o acesso é pelo portão 15 e fica no setor C. A Mancha Verde entra no Sambódromo pelo portão 21 e assiste da arquibancada do setor G.


É a mesma medida adotada durante a apuração desta terça-feira, quando a polícia separou e revistou os torcedores. Também não será permitido levar bandeiras ou faixas. E a polícia pede que os torcedores não usem as camisas dos times para ir ao Sambódromo.

Jornal Midiamax