Geral

Obama se afasta de Mubarak pede transição de poder no Egito

Em meio aos protestos no Egito que pedem o fim do regime de Hosni Mubarak, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo (30) que apoia uma transição de poder pacifica no país. Aliado histórico do Egito, os Estados Unidos  vinha sendo criticados por não adotarem uma postura mais firme diante da crise. […]

Arquivo Publicado em 30/01/2011, às 22h45

None

Em meio aos protestos no Egito que pedem o fim do regime de Hosni Mubarak, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo (30) que apoia uma transição de poder pacifica no país. Aliado histórico do Egito, os Estados Unidos  vinha sendo criticados por não adotarem uma postura mais firme diante da crise.


Segundo nota divulgada pela Casa Branca, Obama telefonou ao primeiro ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, de Israel, Binyamin Netanyahu, ao rei Abdullah, da Arábia Saudita, e ao primeiro–ministro David Cameron, do Reino Unido


Obama pediu moderação ao regime de Mubarak e apelou para que os direitos de reunião e liberdade de expressão sejam respeitados. Segundo a nota, os EUA apoiam “uma transição ordeira para um governo que responda às aspirações do povo egípcio”. Nos cinco dias de protestos, mais de cem pessoas morreram no país.


Neste sábado, Obama reuniu-se com conselheiros de segurança para discutir a crise no Egito e renovou seu pedido para que o governo do Cairo realize reformas e mostre cautela em relação aos protestos.

Jornal Midiamax