Geral

Novo líder do PPS defende votação de reformas

Eleito novo líder do PPS, o deputado Rubens Bueno (PR) afirma que o partido vai se empenhar pela aprovação de reformas que considera essenciais para o País. “As reformas política, tributária, trabalhista, sindical, previdenciária são importantes para o Brasil avançar e se modernizar”, disse o deputado, que retorna à Câmara para seu terceiro mandato. Ele […]

Arquivo Publicado em 31/01/2011, às 11h57

None

Eleito novo líder do PPS, o deputado Rubens Bueno (PR) afirma que o partido vai se empenhar pela aprovação de reformas que considera essenciais para o País. “As reformas política, tributária, trabalhista, sindical, previdenciária são importantes para o Brasil avançar e se modernizar”, disse o deputado, que retorna à Câmara para seu terceiro mandato. Ele já foi eleito deputado federal em 1990 e em 1998.

Bueno considera o sistema político brasileiro “atrasadíssimo” e antecipa que seu partido “está aberto” para discutir, inclusive alterações profundas, como a troca do sistema de governo vigente. Para o parlamentar, é preciso acabar com “esse presidencialismo imperial, em que uma pessoa sozinha pode tudo”.

Segundo o novo líder, o PPS defende o debate sobre o parlamentarismo. “[Temos de discutir também] a questão da reforma partidária, do voto distrital misto, do financiamento público, do voto em lista, nós temos que aprofundar o debate.”

O deputado lembra que, no sistema parlamentarista inglês, o primeiro-ministro, que é o chefe do governo, vai toda quarta-feira ao Parlamento prestar conta dos seus atos. “Aqui não, aqui vem uma campanha, depois da campanha já fala em austeridade, o que era dos trabalhadores já não é mais, tudo isso tem que ser esclarecido”, sustenta.

Devido ao modelo político e eleitoral vigente, Bueno reclama que “cada um, individualmente, sente-se dono do seu mandato, sem nenhuma preocupação com o coletivo, com a sociedade e com o País”.

Jornal Midiamax