Geral

Nelsinho garante que é possível reverter tarifa de IPTU

Prefeito de Campo Grande nega cobrança abusiva de impostos e sugere que contribuintes com divergências devem procurar centrais de atendimento

Arquivo Publicado em 25/01/2011, às 11h35

None

Prefeito de Campo Grande nega cobrança abusiva de impostos e sugere que contribuintes com divergências devem procurar centrais de atendimento

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) garantiu que a cobrança do IPTU pode ser questionada pelos contribuintes que tiverem divergências em relação aos valores lançados no carnê 2011. A declaração foi dada em entrevista no Bom Dia MS, da TV Morena, na manhã desta terça-feira (25).


Reportagem exibida no programa mostrou o caso de uma moradora do Jardim Úrsola que teve o imposto elevado em 30%. Ela exibiu o carnê que informa a existência de asfalto em sua rua, mas a pavimentação termina a 200 metros de sua casa.


O prefeito afirmou que em casos pontuais como esse, o contribuinte deve tirar suas dúvidas por meio do Disque-IPTU (telefone 156) ou se dirigir à Central de Atendimento ao Cidadão (Rua Cândido Mariano, 2655 – telefone 3314-3505). Para ele, é perfeitamente possível reverter situações como a mostrada na reportagem.


Nelsinho argumentou que a cobrança do IPTU está condicionada a dois fatores principais: alterações na área construída e as obras públicas na região que valorizam o imóvel. O prefeito lembrou que no ano passado os fiscais da prefeitura fizeram o recadastramento de 80 mil imóveis. “Queremos fazer o que é justo, não queremos cobrança abusiva de impostos”, disse.

Jornal Midiamax