Geral

Na véspera do Natal, ‘atrasados’ lotam ruas no centro e camelódromo para compras

Na região central, além das ruas lotadas, o Centro Comercial Popular, mais conhecido como camelódromo, mostra o aquecimento nas compras natalinas.

Arquivo Publicado em 24/12/2011, às 17h09

None
2110604563.jpg

Na região central, além das ruas lotadas, o Centro Comercial Popular, mais conhecido como camelódromo, mostra o aquecimento nas compras natalinas.

A véspera de Natal continua com muito movimento no comércio de Campo Grande. Na região central, além das ruas lotadas, o Centro Comercial Popular, mais conhecido como camelódromo, mostra o aquecimento nas compras natalinas.


As imediações do Camelódromo estão tomadas pelos ‘atrasadinhos’, que procuram as opções mais econômicas de presente neste sábado (24).

É o caso de Dina Felix, 25 anos, que esteve no centro comercial a procura de um brinquedo para o sobrinho de 2 anos. Ela comenta que preferiu ir ao camelódromo por ter muitas opções e ser mais barato. “Sem dúvidas, aqui é mais em conta, um shopping seria bem mais caro. No camelódromo tem mais opções, a gente encontra de tudo aqui”, disse Dina, que pretende gastar cerca de R$ 50.

A comerciante Márcia Santos Dias, que trabalha no centro comercial há mais de 13 anos, acredita que a média do aumento de vendas seja de 20 a 30%, comparado aos dias normais de venda. “Antes estava parado, mas como sempre, os campo-grandenses deixam tudo para última hora, e hoje as vendas estão boas”.

No box de brinquedos, a vendedora Euviria Ferreira, relata que a média de brinquedos é de R$10 a R$50 e este ano, diferente do ano passado, as mães e avós estão vindo sozinhas comprar o presente de Natal. “Normalmente as mãe traziam os filhos para escolher os presentes, este ano não, ela estão vindo sozinha. Acredito que seja pra economizar e poupar tempo”.

Serviço

Neste sábado (24), o camelódromo estará funcionando  das 8h até as 20h, e no domingo não vai atender. Na segunda-feira (26) o expediente retorna ao horário normal, das 8h às 18h.

Jornal Midiamax