Geral

Mulher de Mubarak é presa preventivamente no Egito por suspeita de enriquecimento ilícito

A ex-primeira-dama do Egito Suzanne Mubarak, mulher do ex-presidente Hosni Mubarak, foi presa hoje (13) preventivamente por 15 dias. Ela, assim como o marido, e os dois filhos são acusados de enriquecimento ilícito. De acordo com autoridades do Egito, o casal Mubarak mantém várias contas bancárias, em moeda egípcia e em divisas estrangeiras, além de […]

Arquivo Publicado em 13/05/2011, às 16h24

None

A ex-primeira-dama do Egito Suzanne Mubarak, mulher do ex-presidente Hosni Mubarak, foi presa hoje (13) preventivamente por 15 dias. Ela, assim como o marido, e os dois filhos são acusados de enriquecimento ilícito. De acordo com autoridades do Egito, o casal Mubarak mantém várias contas bancárias, em moeda egípcia e em divisas estrangeiras, além de apartamentos de luxo e propriedades.

Hosni e Suzanne Mubarak foram interrogados ontem (12) sobre o processo que trata de enriquecimento ilegal. Hosni como Suzanne Mubarak foram interrogados em Sharm El Sheikh, cidade balneária turística, onde o casal passou a viver desde a renúncia do ex-presidente, em 11 de fevereiro.

O ex-presidente, de 83 anos, além deste processo também responde sobre denúncias de responsabilidade na morte de manifestantes durante os protestos contra seu governo. Mas ontem foi a primeira vez que Suzanne, de 70 anos, foi ouvida pela polícia.

As autoridades policiais perguntaram a Suzanne sobre uma conta de 20 milhões de libras egípcias (cerca de 2,3 milhões de euros) em um banco do Cairo e sobre a sua luxuosa residência na capital egípcia.

Os dois filhos do casal Mubarak, Alaa e Gamal, estão detidos no Cairo, acusados de abuso de poder e enriquecimento ilícito, além de participação na repressão da revolta. Ambos estão presos preventivamente por 30 dias.

Jornal Midiamax