Geral

MP-RJ instaura inquérito para apurar causas de fogo na Cidade do Samba

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) instaurou, nesta terça-feira (8), inquérito civil para apurar as causas do incêndio na Cidade do Samba, Zona Portuária do Rio, na segunda-feira (7), que afetou três agremiações. Segundo o MP-RJ, a instauração do inquérito considerou não só a ocorrência de danos ao patrimônio público, como também indícios […]

Arquivo Publicado em 08/02/2011, às 23h27

None

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) instaurou, nesta terça-feira (8), inquérito civil para apurar as causas do incêndio na Cidade do Samba, Zona Portuária do Rio, na segunda-feira (7), que afetou três agremiações.


Segundo o MP-RJ, a instauração do inquérito considerou não só a ocorrência de danos ao patrimônio público, como também indícios de que o acidente teria ocorrido por falhas no sistema preventivo de incêndios. O fato levou o Corpo de Bombeiros a lavrar um auto de interdição.


O inquérito foi instaurado pelo promotor de Justiça Rogério Pacheco Alves. “O Ministério Público vai aguardar o envio da documentação solicitada para verificar se houve alguma falha por parte da administradora do espaço”, afirmou o promotor.


Prazo de dez dias


Alves requisitou o envio, no prazo de dez dias, de cópias de todos os laudos das inspeções e vistorias realizadas na Cidade do Samba. O pedido foi feito ao Corpo de Bombeiros e à Defesa Civil.


Ele também requisitou ao Instituto de Criminalística Carlos Éboli o envio do laudo criminal com a indicação das circunstâncias e das causas do incêndio, além de cópia do processo administrativo e do instrumento jurídico que fundamentam a utilização da Cidade do Samba pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa).


O promotor solicitou ainda a designação de uma data para realizar oitiva com o coronel bombeiro subscritor do auto de interdição, a ser requisitada ao Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros.

Jornal Midiamax