Após a confirmação da implantação de uma indústria
de pescados em Aparecida do Taboado, o Ministério da Pesca propôs à Prefeitura
do município formar parceria em projeto de produção de peixes em tanque-rede. O
encontro com o superintendente do Ministério, em Mato Grosso do Sul, Paulo
Roberto da Silva, com o prefeito, André Alves Ferreira (PMDB) aconteceu nesta terça-feira
(22).

Segundo o superintendente, o projeto é baseado em
estudos realizados em áreas próximas ao Rio Paraná afim de doação aos
ribeirinhos circunvizinhos. “Já há áreas que foram doadas e há produção. E
viemos buscar uma parceria com o governo municipal para nos auxiliar na doação
das áreas da região, pois uma parte do empreendimento acontecerá aqui.”,
comentou Silva.

“A parceria se faz necessária, pois contribuiremos
para levantar o potencial pesqueiro nas áreas que margeiam o município e
informaremos quais áreas podem ser doadas”, explica o secretário municipal de
Desenvolvimento Econômico, Antônio Pedro de Andrade.

Pedro ainda salientou que os ribeirinhos que
receberem os lotes poderão, futuramente, vender sua produção a indústria de
processamento de pescados, a partir de 2013. “Desde que a produção atenda aos
procedimentos de ração dos alevinos, o ribeirinho poderá fazer essa parceria
com a empresa”, ressalvou o secretário.

Incentivo

O Ministério da Pesca, como um dos gestores das
águas de domínio da União, está incentivando em todo o Brasil o aumento da
produção de pescado em cativeiro, como fonte de empregos, renda e alimentos
para a população em parques aquícolas de Ilha Solteira, no estado de São Paulo
e em regiões do Mato Grosso do Sul.

Em conjunto, estes parques aquícolas irão oferecer
235 áreas não onerosas, cada uma com 1.500 metros quadrados de lâmina d’água.

Os interessados em produzir peixes nestas áreas
devem ter renda de até cinco salários mínimos e cumprir as demais exigências do
edital. Todos estes parques aquícolas se localizam no município de Ilha
Solteira, próximo ao encontro dos rios Tietê e Paraná e à divisa com o Estado
de Mato Grosso do Sul, abrangendo municípios como de Aparecida do Taboado.

As pessoas selecionadas, na forma não onerosa, para
exercerem atividades nos parques aquícolas contarão com as políticas e os
programas de gestão, capacitação, assistência técnica e comercialização
oferecidos pelo ministério.

Maiores informações estarão disponíveis no site da
Prefeitura de Aparecida do Taboado em poucos dias. (Com informações da
Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Aparecida do Taboado)