Geral

Minas Tênis e Pinheiros vencem Grand Prix de Judô

Minas Tênis e Pinheiros se enfrentaram, neste domingo, em duas decisões do Grand Prix de Judô, principal competição interclubes do País na modalidade. E cada um dos clubes ficou com um título. Lutando em casa, o time paulista faturou a taça no masculino, vencendo por 3 a 2 na final. Assim, vingou a derrota sofrida […]

Arquivo Publicado em 13/11/2011, às 19h06

None
Minas Tênis e Pinheiros se enfrentaram, neste domingo, em duas decisões do Grand Prix de Judô, principal competição interclubes do País na modalidade. E cada um dos clubes ficou com um título. Lutando em casa, o time paulista faturou a taça no masculino, vencendo por 3 a 2 na final. Assim, vingou a derrota sofrida para a equipe de Belo Horizonte na decisão do feminino, pelo mesmo placar.
No masculino, a primeira luta já mostrou quão acirrada seria a disputa. Felipe Costa, do Minas, só venceu Nacif Elias no golden score. O empate veio na sequência. Tiago Camilo e Hugo Pessanha, que estão rigorosamente empatados no ranking mundial, na sétima posição, e brigam entre si por uma vaga olímpica, fizeram combate equilibrado, vencido por Camilo, do Pinheiros.
Apesar de lutar em uma categoria mais leve, Luciano Corrêa surpreendeu o peso pesado Rafael Silva e voltou a colocar o Minas na frente. Na quarta luta, Charles Chibana, do Pinheiros, passou por Luis Revite e levou a decisão para o quinto confronto, quando Adriano Silva conseguiu o único ippon da final, sobre Alex Pombo, e deu o título ao Pinheiros.
Entre as mulheres, deu Minas, também por 3 a 2. Helena Romanelli abriu a decisão fazendo 1 a 0 para a equipe mineira ao vencer Nádia Marli. Depois, a cubana Idalis Ortiz, campeã pan-americana e medalhista olímpica, fez valer o investimento do Minas e venceu Aline Puglia.
Outra atleta contratada especialmente para o Grand Prix, Sarah Menezes, medalhista de bronze no Mundial de Paris, aplicou um wazari em Eleudis Valentin, já no golden score, e decretou a vitória do Minas, ao fazer 3 a 0. Com o título já decidido, Érika Miranda decepcionou e perdeu para Flávia Gomes. Depois, Rafaela Silva confirmou o favoritismo e venceu Ketleyn Quadros. 
Jornal Midiamax