Geral

Mesmo com preços salgados, torcedores esgotam ingressos para o UFC Rio

O temor lançado sobre o UFC Rio devido ao alto preço dos ingressos não se confirmou. Em apenas 74 minutos, os 14 mil tíquetes evaporaram do site pelo qual foram vendidos por valores que variavam de R$ 275 a R$ 1.600. A HSBC Arena terá casa lotada para acompanhar o maior evento de MMA da […]

Arquivo Publicado em 18/06/2011, às 12h47

None

O temor lançado sobre o UFC Rio devido ao alto preço dos ingressos não se confirmou. Em apenas 74 minutos, os 14 mil tíquetes evaporaram do site pelo qual foram vendidos por valores que variavam de R$ 275 a R$ 1.600. A HSBC Arena terá casa lotada para acompanhar o maior evento de MMA da história do Brasil.


As vendas começaram às 23h30 desta sexta-feira (17) e quem vacilou perdeu a chance de comprar as entradas, pois antes da 1h deste sábado (18) já não havia mais o que ser comprado.


Por meio de nota oficial, o UFC disse que uma carga de ingressos de pré-venda para clientes do banco patrocinador do evento acabaram em apenas 40 minutos na noite anterior.


– A velocidade das vendas comprova a decisão acertada em realizar no Rio de Janeiro o maior evento de artes marciais mistas do mundo. O UFC Rio acontecerá no dia 27 de agosto, na HSBC Arena, na Barra da Tijuca, e terá como luta principal da noite o confronto entre o campeão dos médios Anderson Silva contra o japonês Yushin Okami.


O duelo entre Spider, como é conhecido Anderson, e Okami coloca frente a frente dois lutadores que já se enfrentaram uma vez, com vitória para o japonês, em um combate polêmico marcado pela desclassificação do brasileiro, que acertou um chute ilegal no adversário.


Porém, o evento não ficará restrito apenas à disputa do cinturão dos médios (até 84 kg). O ex-campeão dos meio-pesados (até 93 kg), Maurício “Shogun” Rua, vai enfrentar o norte-americano Forrest Griffin, que também já deteve o cinturão do UFC. Brendan Schaub vai encarar a lenda Antônio Rodrigo Nogueira, o Minotauro. O Brasil ainda estará representado por Edson Barboza, Luiz Cane, Thiago Tavares e Paulo Thiago.


O UFC havia informado inicialmente que cerca de 16,5 mil ingressos estariam à disposição do público. Porém, 2.629 lugares foram retirados da venda para instalação de equipamentos que possibilitem ao evento do Rio de Janeiro ter a mesma estrutura dos realizados nos Estados Unidos.


A justificativa para o elevado valor para os padrões nacionais é de que, no Brasil, é comum a falsificação de carteiras estudantis, reduzindo o lucro das bilheterias, de acordo com o secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Antônio Figueira Mello.


– Infelizmente, aqui no Brasil muitos fraudam carteiras de estudante e têm direito à meia-entrada. Por isso os preços foram esses.

Jornal Midiamax