Geral

Menino sobrevive a câncer com terapia alternativa

Um estudante diagnosticado com uma forma rara de câncer infantil, em 2006, está desafiando os médicos especialistas. Connah Broom, 10, de Gronant, Flintshire, na Inglaterra, realizou forte tratamento quimioterápico, mas teve pouco efeito. Para tentar encontrar uma cura, os pais do menino resolveram submetê-lo a uma forma alternativa de tratamento, que custou à sua família […]

Arquivo Publicado em 02/12/2011, às 18h37

None
1910803401.jpg

Um estudante diagnosticado com uma forma rara de câncer infantil, em 2006, está desafiando os médicos especialistas. Connah Broom, 10, de Gronant, Flintshire, na Inglaterra, realizou forte tratamento quimioterápico, mas teve pouco efeito.


Para tentar encontrar uma cura, os pais do menino resolveram submetê-lo a uma forma alternativa de tratamento, que custou à sua família mais de 200 mil libras (cerca de R$ 600 mil). O resultado foi extraordinário: dos 11 tumores, 10 desapareceram, segundo reportagem da BBC.


A avó de Connah, Debbie Broom, explicou que depois que a quimioterapia e outros tratamentos tradicionais não apresentaram resultado, a família começou a procurar uma outra maneira de curar o neuroblastoma, um tipo de câncer que afeta cerca de 80 crianças na Grã-Bretanha a cada ano.


Em 2007 eles ouviram falar de uma clínica privada no México que oferecia um tratamento chamado terapia fotodinâmica (PDT).


De futebol e ginástica


O tratamento utiliza laser ou outras fontes de luz, combinadas com uma droga que reage à luz (chamado de agente de fotossensibilização), para destruir células cancerosas. Connah passou por uma temporada de duas semanas de terapia, no México, uma vez que o tratamento não estava disponível para ele no Reino Unido.


Depois dessa fase, o menino continuou com o tratamento na Grã-Bretanha, onde vive com os avós e o pai.


Agora, após quatro anos de tratamento, a avó do menino diz que os 10 tumores secundários do neto desapareceram.


“Nós estamos lutando com Connah”, ela disse. “E ele está fazendo um sucesso estrondoso.”


Connah ainda tem o tumor primário em seu abdômen e quatro noites por semana é submetido a duas horas de tratamento. Sua avó acredita que a terapia, combinada com uma dieta orgânica, é a razão Connah estar se curando do câncer.

Jornal Midiamax