Geral

Maníaco da Cruz deve deixar Unei em 4 meses

O jovem que ficou conhecido como “Maníaco da Cruz” deve deixar a Unidade Educacional de Ibnternação (Unei) até outubro e ser colocado em liberdade. É o que prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que no artigo 121 diz que o período máximo de internação do adolescente é de 3 anos. Este prazo […]

Arquivo Publicado em 05/05/2011, às 13h22

None

O jovem que ficou conhecido como “Maníaco da Cruz” deve deixar a Unidade Educacional de Ibnternação (Unei) até outubro e ser colocado em liberdade. É o que prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que no artigo 121 diz que o período máximo de internação do adolescente é de 3 anos. Este prazo não deverá por hipótese alguma ser excedido, segundo o Eca.


O rapaz foi preso em outubro de 2008, acusado de matar três pessoas em Rio Brilhante. Fã de Francisco Pereira de Assis, o Maníaco do Parque, o adolescente, segundo a Justiça, tinha a intenção de matar mais pessoas do que o criminoso de São Paulo, que estuprou e assassinou sete mulheres.


Os crimes cometidos em Rio Brilhante: o pedreiro Catalino Gardena (24 de julho), a frentista Letícia Neves de Oliveira (24 de agosto) e Gleice Kelly da Silva (3 de outubro). As vítimas eram escolhidas aleatoriamente e eram obrigadas a responder várias perguntas sobre comportamento sexual. Se fossem consideradas impuras, eram assassinadas e os corpos eram posicionados em sinal de crucificação.


O rapaz está desde janeiro de 2009 na Unei de Ponta Porã, transferido por medida de segurança. Ele deve permanecer na unidade até cumprir os três anos da medida socioeducativa, sentença dada em junho do ano passado. Os três anos vencem em outubro deste ano.

Jornal Midiamax