Geral

Lupi dá explicações a Dilma ainda nesta quarta

Já está acertado que o ministro Carlos Lupi vai nesta quarta-feira, 16, ao Planalto dar novas explicações sobre as suspeitas envolvendo a sua administração à frente da pasta do Trabalho. Segundo um assessor da Presidência, o encontro não tem hora marcada, mas ficou acertado que será “ao longo do dia”. A avaliação no Planalto é […]

Arquivo Publicado em 16/11/2011, às 14h54

None
Já está acertado que o ministro Carlos Lupi vai nesta quarta-feira, 16, ao Planalto dar novas explicações sobre as suspeitas envolvendo a sua administração à frente da pasta do Trabalho. Segundo um assessor da Presidência, o encontro não tem hora marcada, mas ficou acertado que será “ao longo do dia”.
A avaliação no Planalto é de que a situação do ministro ficou política e administrativamente “insustentável”. Segundo um assessor de Dilma, Lupi vai precisar ser muito convincente nas explicações para ser mantido no ministério. O ministro foi desmentido pelo dono da ONG Pró-Cerrado, Adair Meira, que ele disse não conhecer. A pró-Cerrado, que tem sede em Goiânia, tem quase R$ 14 milhões de verba pública em convênios com o Trabalho.
Em entrevista ao Estado, Meira não só afirmou que conhece o ministro, como admitiu que foi ele quem indicou a um ex-secretário do ministério, Ezequiel Nascimento, a empresa Aerotec, de Goiânia, para contratar o avião King Air que transportou de favor o ministro Lupi pelo interior do Maranhão, em dezembro de 2009. Essa e outra viagem, em um Sêneca, também pelo interior do Maranhão, na mesma data, mas em outra trecho, também teria sido um “presente” ao PDT.
Na manhã desta quarta também, a oposição consegiu aprovar o convite de requerimento de Lupi para prestar esclarecimentos na Comissão de Assuntos Sociais do Senado. Não houve resistência por parte dos governistas e a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM) chegou a subscrever o requerimento junto com o tucano.
Jornal Midiamax