Geral

Jovens gays são foco de campanha em dia mundial contra aids

O Ministério da Saúde lança, durante a abertura da 14ª Conferência Nacional de Saúde nesta quinta-feira, a campanha do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, cujo slogan é “A aids não tem preconceito. Previna-se”. A proposta é estimular a reflexão sobre uma sociedade menos preconceituosa, mais solidária e tolerante à diversidade sexual e às […]

Arquivo Publicado em 01/12/2011, às 12h10

None

O Ministério da Saúde lança, durante a abertura da 14ª Conferência Nacional de Saúde nesta quinta-feira, a campanha do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, cujo slogan é “A aids não tem preconceito. Previna-se”. A proposta é estimular a reflexão sobre uma sociedade menos preconceituosa, mais solidária e tolerante à diversidade sexual e às pessoas vivendo com aids. Neste ano, os jovens gays de 15 a 24 anos são público prioritário da campanha.

Um boletim epidemiológico sobre aids, divulgado na última segunda-feira, apontou o avanço da doença entre esse grupo, na contramão do que tem acontecido nesta faixa etária. Ao longo dos últimos 12 anos, de acordo com o Ministério da Saúde, a porcentagem de casos na população de 15 a 24 anos caiu. Já entre os gays da mesma idade, houve aumento de 10,1%. No ano passado, para cada 16 homossexuais dessa faixa etária vivendo com aids, havia 10 heterossexuais. Essa relação, em 1998, era de 12 para 10.

O ministério assina hoje a Portaria da Política de Saúde da População LGBT e lança a cartilha “Por toda a sua Vida”, produzida pelo governo e pelo cartunista Ziraldo, que enfoca as formas de contágio e os meios mais eficientes para prevenir a aids, além da maneira sobre como proceder caso a pessoa seja infectada pelo HIV.

Jornal Midiamax