Geral

Governador de Roraima tenta liminar em Brasília para evitar cassação

Os advogados do governador de Roraima, José Anchieta Júnior (PSDB), se movimentam em Brasília e em Boa Vista para recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que cassou na sexta-feira (11) o seu mandato e o de seu vice, Francisco Rodrigues (DEM). Anchieta Júnior é acusado de uso indevido da Rádio Roraima, que pertence […]

Arquivo Publicado em 13/02/2011, às 11h27

None

Os advogados do governador de Roraima, José Anchieta Júnior (PSDB), se movimentam em Brasília e em Boa Vista para recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que cassou na sexta-feira (11) o seu mandato e o de seu vice, Francisco Rodrigues (DEM).


Anchieta Júnior é acusado de uso indevido da Rádio Roraima, que pertence ao estado, para fazer propaganda de seu governo e atacar o candidato adversário, Neudo Campos (PP), durante a campanha eleitoral.


O TRE também decidiu multar Anchieta Júnior em R$ 53.205 e determinou que a decisão seja cumprida imediatamente após a publicação do acórdão, prevista para a próxima segunda-feira (14), quando já está marcada a posse de Neudo Campos, segundo colocado nas eleições.


Anchieta Júnior está em Brasília neste fim de semana acompanhado de outro advogado, que tentará conseguir uma liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Eles devem solicitar que a decisão do TRE de Roraima não seja cumprida imediatamente e que seja aguardada a publicação do acórdão e o julgamento dos embargos que serão apresentados.


De acordo com nota divulgada hoje pela assessoria de Anchieta Júnior, “os advogados do governador também alegam, no pedido de liminar, que o TRE contrariou os princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório ao negar ao PSDB, à Rádio Roraima e ao apresentador Mário César Balduíno o direito de ser parte na ação”. Para conseguir a liminar do TSE, o governador e seu advogado dependem do atendimento de um ministro que esteja de plantão neste fim de semana.

Jornal Midiamax