Geral

Funcionária de rádio cai em golpe da “carteira do velhinho” e perde mais de R$ 3 mil

A funcionária de uma rádio de Três Lagoas perdeu mais de R$ 3 mil em um golpe aplicado na manhã de quarta-feira, (09), na Rua Paranaíba na área central do Município. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima P.P.D de 23 anos, ontem por volta das 11h30 ela foi até uma agência […]

Arquivo Publicado em 10/02/2011, às 19h26

None

A funcionária de uma rádio de Três Lagoas perdeu mais de R$ 3 mil em um golpe aplicado na manhã de quarta-feira, (09), na Rua Paranaíba na área central do Município.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima P.P.D de 23 anos, ontem por volta das 11h30 ela foi até uma agência bancária e trocou alguns cheques. Após a transação, a jovem saiu do estabelecimento e dirigiu-se até a sua motocicleta Honda Fan que estava estacionada nas imediações do banco.

Segundo o relato de P.P.D a polícia, ao chegar em frente a Caixa Econômica Federal –CEF ela viu quando um idoso aparentando ter 60 anos, estatura mediana, trajando camiseta de cor branca, e calça social deixou sua carteira cair no chão. Ela avisou o homem sobre o ocorrido, e neste momento se aproximou uma mulher de aproximadamente 40 anos que elogiou sua atitude.

O idoso agradeceu e como recompensa convidou a vitima e a mulher para tomarem um suco na sorveteira. Os três sentaram em uma mesa na sorveteria, e começaram a conversar. Em seguida o senhor falou que revendia jóias e convidou P.P.D para conhecer onde ele trabalhava.

Conforme a jovem, ao levantar deixou a sua bolsa sobre a mesa e foi ver o local onde o homem trabalhava. Aproveitando que ela estava na porta da sorveteria, o casal subtraiu sua bolsa contendo a chave de sua motocicleta, documentos pessoais, certidão de nascimento de uma criança, dois celulares, cartões de banco e R$ 3.355 sendo R$ 185 de uma colega de trabalho e P.P.D e R$ 2.790 que seriam para fins rescisórios.

O casal fugiu no sentido a Avenida Antônio Trajano. O golpe foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia Civil.

Jornal Midiamax