Inverno mais rigoroso dos últimos dez anos em MS pode ter feito a segunda morte em Campo Grande. Um idoso que morava nas ruas foi encontrado em uma calçada

O frio intenso que voltou a Campo Grande pode ter feito neste domingo (21) a segunda morte causada pelo inverno rigoroso. A temperatura voltou a cair no último sábado após 29 dias de muito calor e sem chuva. Agora, a previsão é de que as médias continuem baixas até a próxima quarta-feira.

Um morador de rua de aproximadamente 55 anos de idade, que vivia na região central da cidade, foi encontrado já sem vida por volta das 3 horas da madrugada de domingo na calçada da Rua 26 de Agosto na esquina com a avenida Calógeras.

Segundo companheiros do idoso, ele era índio, não possuia documentos e teria morrido de frio, pois dormiu no relento sem nenhum tipo de agasalho. Antes de dormir, o homem teria se embriagado para “aguentar o frio”.

No último dia 27 de junho, um paciente psiquiátrico que fugiu de casa foi encontrado morto após dormir na calçada durante uma madrugada de frio intenso. Agora, com o indígena encontrado no centro, Campo Grande registra oficialmente duas mortes ligadas ao inverno de 2011.

Frio continua

Segundo dados da Estação Meteorológica da Uniderp/Anhanguera, o frio deve continuar em Campo Grande e em todo o Mato Grosso do Sul até a manhã de quarta-feira (24).

Na região sul de MS, onde tradicionalmente o inverno é mais rigoroso e a menor temperatura registrada foi de 6°C, em Ponta Porã, há previsão de chuva para esta segunda-feira (22). Há ainda alerta para possibilidade de ventos com velocidade de até 65 quilômetros por hora.