Geral

FGV: inflação acelera em 4 de 7 grupos do IPC-S

A aceleração da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) de até 31 de janeiro foi causada por aumento mais intenso de preços em quatro das sete classes de despesa pesquisadas para cálculo do indicador. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) anunciou hoje o desempenho do índice, que apresentou inflação de 1,27% […]

Arquivo Publicado em 01/02/2011, às 10h58

None

A aceleração da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) de até 31 de janeiro foi causada por aumento mais intenso de preços em quatro das sete classes de despesa pesquisadas para cálculo do indicador. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) anunciou hoje o desempenho do índice, que apresentou inflação de 1,27% em janeiro, ante 0,72% em dezembro.

Segundo FGV, as classes de despesa que apresentaram taxas de inflação mais fortes de dezembro para janeiro foram Educação, Leitura e Recreação (de 2,98% para 4,01%), Transportes (de 2,08% para 2,69%), Despesas Diversas (de 1,12% para 1,25%) e Habitação (de 0,24% para 0,34%).

As três classes de despesa restantes registraram desaceleração na variação de preços. É o caso de Alimentação (de 1,64% para 1,36%), Vestuário (de 0,36% para -0,12%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,52% para 0,46%). Entre os produtos pesquisados, a FGV informou que as altas mais expressivas foram registradas em tarifa de ônibus urbano (6,43%), tomate (32,94%) e curso de ensino superior (4,86%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em limão (baixa de 27,89%), feijão carioquinha (queda de 14,06%) e passagem aérea (recuo de 12,09%).

Jornal Midiamax