Geral

ExpoGen MS é lançada e pecuaristas pedem valorização por carne de qualidade

Foi dado nesta quarta-feira (09), no auditório do Centro de Convenções eExposições Albano Franco, em Campo Grande, onde acontece a ExpoinelIndoor, o primeiro passo para a realização da ExpoGen MS, evento que iráacontecer durante a Expoinel MS de 2012.Os presidentes da Associação Sul-Mato-Grossense dos Criadores de Nelore,Guilherme Bumlai, e da Associação Brasileira dos Criadores...

Arquivo Publicado em 10/11/2011, às 13h47

None

Foi dado nesta quarta-feira (09), no auditório do Centro de Convenções e
Exposições Albano Franco, em Campo Grande, onde acontece a Expoinel
Indoor, o primeiro passo para a realização da ExpoGen MS, evento que irá
acontecer durante a Expoinel MS de 2012.

Os presidentes da Associação Sul-Mato-Grossense dos Criadores de Nelore,
Guilherme Bumlai, e da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ),
Duda Biagi, assinaram um protocolo que firma a parceria entre as duas
entidades para a realização de uma mostra de animais provados no próximo
ano, nos moldes da Expogenética, que reúne diversos criadores na cidade de
Uberaba-MG. “Ao começar este projeto em Minas Gerais, tivemos muita
resistência, como toda iniciativa nova. Mas, hoje, o evento é sucesso e os
animais apresentados possuem boa avaliação e beleza racial”, afirmou o
diretor da ABCZ, Celso de Barros Correia Filho.

Antes do Lançamento da ExpoGen MS, pecuaristas e representantes da
entidade máxima do zebu brasileiro estiveram reunidos para debater
assuntos relacionados aos trabalhos da associação. “Essa aproximação entre
ABCZ e criadores é muito importante. Temos realizado reuniões com
representantes de todas as raças zebuínas em todo o Brasil”, disse Biagi.

O presidente da ABCZ afirmou que em breve estará divulgando uma campanha
para estimular o produtor a investir em ferramentas para colocar no
mercado ainda mais carne de qualidade. Por outro lado, segundo ele, também
lutará para alcançar o que considera hoje maior desafio do setor: fazer
com que a indústria reconheça este trabalho.

“Os produtores de cana-de-açúcar conseguiram criar um índice de
bonificação ao produto que apresenta maior rendimento na indústria. Ou
seja, uma tonelada de cana produtiva, boa, vale mais que uma com o mesmo
peso, só que seca, ruim. Essa regulamentação queremos conseguir para a
pecuária, pois, hoje, a carcaça de um animal jovem, bem acabado, se na
balança após o abate tiver o mesmo peso da de um boi magro, valerá a mesma
coisa”, ressaltou Duda Biagi, que prontamente ganhou o apoio dos
pecuaristas Chico Carvalho, Rubens Catenacci, Ruy Armelin, entre outros;
que afirmaram ser este um grande gargalo a ser resolvido na atividade,
para que os pecuaristas possam dar continuidade aos trabalhos de
melhoramento do gado e, consequentemente, levar qualidade à mesa do
consumidor.

Jornal Midiamax