Geral

Ex-ministro líbio: oposição formará governo e fará eleições

O ex-ministro da Justiça líbio Mustafa Abdul Jalil anunciou neste sábado que a oposição formará um governo de união nacional integrado por civis e militares, e que em três meses serão realizadas eleições democráticas. Abdul Jalil, que renunciou seu cargo nesta semana em protesto pela repressão violenta das manifestações contra o regime de Muammar Kadafi, […]

Arquivo Publicado em 26/02/2011, às 23h44

None

O ex-ministro da Justiça líbio Mustafa Abdul Jalil anunciou neste sábado que a oposição formará um governo de união nacional integrado por civis e militares, e que em três meses serão realizadas eleições democráticas.


Abdul Jalil, que renunciou seu cargo nesta semana em protesto pela repressão violenta das manifestações contra o regime de Muammar Kadafi, disse à emissora de televisão Al Jazeera que esse governo terá “um marco democrático”.


Em uma conexão por videoconferência com o canal na cidade oriental líbia de Al Bayda, controlada pela oposição, o ex-ministro disse que o gabinete que será constituído “respeitará todos os acordos internacionais”.


Ele acrescentou que, com vistas à formação desse gabinete temporário, se mantém contatos com personalidades políticas do oeste do país, mas não as identificou.


A parte oriental da Líbia é controlada por forças da oposição, enquanto Kadafi se agarra ao poder em Trípoli. Algumas localidades situadas ao oeste da capital também caíram sob controle opositor.


O ex-ministro da Justiça acrescentou que, depois do governo de transição que se pretende formar, “que representará todos os cantos do país”, haverá novas autoridades líbias que serão escolhidas “em eleições transparentes”.


“Não esqueceremos o sangue dos mártires. O povo conheceu a verdade e os planos de Kadafi, que matou gente e torturou líbios só por impor ideias ao regime”, acrescentou Abdlyalil.

Jornal Midiamax