Geral

Ensaio técnico das escolas de samba é atração desta noite em Corumbá

Noite de ajustar detalhes para a apresentação que pode garantir o título tão desejado por cada escola de samba de Corumbá. Promovido pela Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá), o já tradicional ensaio técnico está marcado para acontecer a partir das 19 horas deste sábado, 26 de fevereiro. Parte da rua Frei […]

Arquivo Publicado em 26/02/2011, às 15h36

None

Noite de ajustar detalhes para a apresentação que pode garantir o título tão desejado por cada escola de samba de Corumbá. Promovido pela Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá), o já tradicional ensaio técnico está marcado para acontecer a partir das 19 horas deste sábado, 26 de fevereiro.

Parte da rua Frei Mariano e da avenida General Rondon, que integram o trecho oficial dos desfiles, já está com a estrutura de som montada ao longo da extensão. Além de servir para que as entidades tenham noção de como irá funcionar a apresentação, o momento também é essencial para a sonorização que faz os ajustes necessários nos instrumentos de amplificação.

O ensaio técnico terá a participação das nove entidades da cidade, as do Grupo Especial e do Grupo de Acesso. A prévia do desfile oficial seguirá a ordem definida em sorteio pela Liga. Abrindo as apresentações, às 20 horas, as escolas do grupo de Acesso (1 – Imperatriz Corumbaense; 2 – Marquês de Sapucaí; 3 – Caprichosos de Corumbá; 4 – Acadêmicos do Pantanal e 5 – Unidos da Major Gama). Logo na sequencia, as escolas do Grupo Especial (1 – Mocidade Independente da Nova Corumbá; 2 – Unidos da Vila Mamona; 3 – A Pesada e 4 – Império do Morro).

Para as escolas do Grupo Especial, o tempo máximo será de 35 minutos de ensaio; já para as do Grupo de Acesso, o tempo é de 30 minutos.

Segundo o presidente da Liesco, Zezinho Martinez, o ponto principal testado pelas agremiações é o recuo da bateria, que fica localizado na rua XV de Novembro com a Avenida.

O ensaio leva uma grande quantidade de pessoas para a passarela do samba que aproveitam a oportunidade para fazer folia junto a sua escola preferida. É bastante comum que ao final da passagem de cada agremiação, um aglomerado de pessoas siga as escolas até próximo a dispersão, antecipando o que deve acontecer no dia dos desfiles oficiais quando as entidades levam milhares de pessoas para a avenida.

A festa continua

Ainda na mesma noite, após o ensaio, começa um show no palco montado na praça Generoso Ponce, com a presença de dois intérpretes cariocas: Leandro Santos, da Estácio de Sá e intérprete Revelação do Carnaval do Rio de Janeiro, e Igor Sorriso, da São Clemente. Também integrará a apresentação, Ninho, intérprete, que faz a festa ao som da bateria da Liesco, que é comandada pelo mestre Felipão, da escola carioca Portela.

Jornal Midiamax