Geral

Dólar cai a R$ 1,67, mas na semana tem alta de 0,36%

O dólar comercial fechou em baixa de 0,60%, a R$ 1,67, no mercado interbancário de câmbio. Na semana, porém, a moeda dos EUA acumulou alta de 0,36% ante o real. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista recuou 0,80%, a R$ 1,6691. O euro comercial fechou em alta de 0,42%, […]

Arquivo Publicado em 18/03/2011, às 19h07

None

O dólar comercial fechou em baixa de 0,60%, a R$ 1,67, no mercado interbancário de câmbio. Na semana, porém, a moeda dos EUA acumulou alta de 0,36% ante o real. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista recuou 0,80%, a R$ 1,6691. O euro comercial fechou em alta de 0,42%, a R$ 2,364.

O dólar caiu ante o real hoje, após três altas seguidas, acompanhando o movimento externo de baixa da divisa norte-americana em relação a seus principais pares, com exceção do iene. A moeda japonesa recuou hoje no mercado de moedas, reagindo à intervenção dos países do G-7 (que reúne as sete maiores economias do mundo) por meio da venda de ienes para ajudar o Japão a conter o avanço da sua moeda, que encarece o custo das exportações e o da reconstrução do país. Somente o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) teria usado entre US$ 600 milhões e US$ 1 bilhão para intervir hoje.

Diante das demais divisas, no entanto, prevaleceu o sinal de baixa da moeda norte-americana, uma vez que a ação do G-7 tranquilizou os investidores, assim como o cessar-fogo imediato anunciado pela Líbia, depois que a Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou ontem à noite a criação de uma zona de exclusão aérea sobre o país. O aumento do compulsório dos bancos em 0,50 ponto na China não mexeu com a formação de preço do dólar ante moedas de países emergentes, como o real.

No Brasil, o declínio no dia do dólar teve intensidade mais fraca do que no exterior, porque persiste a espera pelo anúncio de medidas cambiais, disse um operador de tesouraria de um banco local. Segundo a fonte, o fluxo cambial foi muito pequeno e aparentemente negativo.

O Banco Central voltou a fazer hoje, a exemplo dos últimos dois dias, apenas um leilão de compra de dólar à vista. A taxa de corte foi de R$ 1,6715.

Câmbio turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar caiu 0,90%, para R$ 1,767 na venda e R$ 1,653 na compra. O euro turismo teve perda de 0,28% hoje para R$ 2,45 (venda) e R$ 2,317 (compra).

Jornal Midiamax