Geral

Diretor do Google detido no Egito é libertado

Um diretor egípcio do Google, detido durante as manifestações antigovernamentais que sacodem o Egito há cerca de duas semanas, foi libertado nesta segunda-feira (7). Wael Ghoneim, chefe de mercado do Google para o Oriente Médio e África, segundo seu perfil na rede social para profissionais LinkedIn, não havia dado notícias suas desde 28 de janeiro, […]

Arquivo Publicado em 07/02/2011, às 18h48

None

Um diretor egípcio do Google, detido durante as manifestações antigovernamentais que sacodem o Egito há cerca de duas semanas, foi libertado nesta segunda-feira (7).

Wael Ghoneim, chefe de mercado do Google para o Oriente Médio e África, segundo seu perfil na rede social para profissionais LinkedIn, não havia dado notícias suas desde 28 de janeiro, depois de uma gigantesca manifestação no Cairo, declarou seu irmão ao jornal “Wall Street Journal”.

A organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional expressou no domingo sua preocupação com a possibilidade de que Ghoneim fosse torturado durante sua prisão.

Segundo a Anistia, que citava testemunhos oculares, Wael Ghoneim foi detido por homens à paisana, provavelmente membros dos serviços de segurança egípcios, durante as manifestações.

Jornal Midiamax