Geral

Ciptran intensifica fiscalizações e alerta que não existe indústria da multa, apenas infração

Como foi divulgado recentemente, a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito) está intensificando a fiscalização e a operação trânsito seguro. Os Policiais Militares realizaram na noite desta quinta-feira (01) duas blitz na avenida Afonso Pena próximo a Rua Espírito Santo, e na avenida Duque de Caxias em frente ao Aeroporto Internacional de Campo Grande […]

Arquivo Publicado em 02/12/2011, às 19h06

None

Como foi divulgado recentemente, a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito) está intensificando a fiscalização e a operação trânsito seguro. Os Policiais Militares realizaram na noite desta quinta-feira (01) duas blitz na avenida Afonso Pena próximo a Rua Espírito Santo, e na avenida Duque de Caxias em frente ao Aeroporto Internacional de Campo Grande a fim de coibir as infrações da denominada “Lei Seca” .


No total, os agentes emitiram 139 multas, sendo que quatro motocicletas e um carro foram recolhidos para o pátio do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de MS). Os policiais recolheram também cinco carteiras de motorista e dezenove CLA (Certificados de Licenciamento Anual).


Multas e infrações


O desrespeito à faixa de pedestre e outras infrações já começaram a ser sentido no bolso dos motoristas de Campo Grande (MS) e está gerando polêmica sobre a eficiência das multas. Pensando nisso, o Midiamax entrou em contato com o comandante da Ciptran tenente-coronel Alírio Villasanti Romero, que explicou que esta é a melhor forma de conscientizar as pessoas e coibir a violência no trânsito.


“Não existe a indústria da multa, o que existe são as infrações. As pessoas que desrespeitam a legislação. As multas são a melhor forma de conscientizá-las. Nosso papel é promover um trânsito mais seguro”, destacou Villasanti.


Alírio Villasanti aproveitou a oportunidade para tirar a dúvida de um leitor do Midiamax, que questionou sobre a possibilidade de fotografar e denunciar os flagrantes de infração. “Não pode. O policial que tem esta autoridade, ele tem que visualizar a infração para, se necessário, fazer a remoção do veículo para o pátio do Detran, ou notificar o condutor”, explicou.


O comandante da Ciptran também informou que a melhor atitude para as pessoas que desejam colaborar com um trânsito mais seguro é denunciar. Basta ligar no 190 e solicitar a vinda da Polícia Militar de Trânsito.


O Midiamax destacou outra reivindicação dos leitores, a questão dos direitos e deveres tanto do pedestre como do motorista. “Está prevista na legislação a punição ao pedestre que cometer infração. Apesar de estar no Código de Trânsito Brasileiro, ainda não há regulamentação, então não tem como multá-los”, explicou Villasanti.


O comandante informou que mesmo assim, eles abordam os pedestres e além de orientá-los, procuram fazer com que eles cumpram a legislação. Portanto, os pedestres devem atravessar sempre na faixa, ou próximo ao semáforo quando não tem a sinalização, em linha reta, e se necessário, sinalizar quando deseja atravessar a rua.

Jornal Midiamax