Geral

Caminhão de bezerros tomba na MS 080, saída para Rochedo

O motorista Silvio Aparecido de Oliveira, de 44 anos, contou que estava descendo a rodovia, quando resolveu acionar o freio motor, pois a pista estava molhada. Com a distração, não conseguiu vencer a curva

Arquivo Publicado em 23/09/2011, às 22h21

None
279835922.jpg

O motorista Silvio Aparecido de Oliveira, de 44 anos, contou que estava descendo a rodovia, quando resolveu acionar o freio motor, pois a pista estava molhada. Com a distração, não conseguiu vencer a curva

O motorista do Caminhão com placas de Ivinhema carregado com 100 Bezerros de desmama Nelore que tombou na tarde desta sexta-feira (24), na MS 080, na saída para Rochedo, se lamenta dos danos materiais e agradece o fato de estar vivo.


Uma pessoa que mora perto de onde ocorreu o acidente, ouviu o barulho e ao observar o estado do motorista, o levou para o posto de saúde do Vila Almeida, em Campo Grande. O motorista Silvio Aparecido de Oliveira, de 44 anos, contou que estava descendo a rodovia, quando resolveu acionar o freio motor, pois a pista estava molhada devido a chuva. Ele percebeu que estava desligado, e no momento de ligá-lo, disse que se deparou com a curva.


Apesar da cena do acidente não sair da sua mente, ele apenas se preocupa com os prejuízos. “Tentei puxar o freio só na carreta, é uma fração de segundos, quando vi pelo retrovisor já estava tombando. Depois fui de costas me arrastando. Sai pelo pára-brisas quando o caminhão parou”, contou. Na verdade, ele destacou que desejava ter ficado no local do incidente, pois queria tomar conta de tudo e tentar calcular os reais danos.


Silvio está apreensivo para saber quantos animais morreram e disse que infelizmente seu seguro é para terceiros. “Se ao menos eu tivesse batido em algo. Agora não sei como é que vai ser”. Até o momento, o mortorista está em observação já que sofreu algumas escoriações e está com dor no corpo. Ele aguarda a chegada de sua família de Ivinhema para tentar resolver as questões práticas.


Local do acidente


A Polícia Militar de Campo Grande foi acionada para monitorar o local, que fica a 12 km do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), com o objetivo de facilitar o tráfego, interditar a pista e permitir a passagem. “Estamos aqui para garantir 100% da via, preservar a segurança dos motoristas e dos animais sobreviventes”, contou o Sargento Kelson da Polícia Militar.


Além disso, o gerente da Fazenda Duas Irmãs, Alberto Pereira de Cristo, também foi ao local do acidente para prestar seu apoio, já que  o motorista conseguiu avisá-lo antes de ir para o hospital. O gerente foi de carro, acompanhado com mais três funcionários da fazenda e quatro cavalos, pois a carga era do seu patrão e estava sendo levada para a fazenda.


“Estamos resgatando os bezerros que estão fugindo, agora os que ficaram machucados, o restante que morreu, eu ainda não sei. Acho que vamos enterrar. Vou ligar para o patrão pra ver o que fazemos. Primeiro, temos que tentar recuperar o que dá”, explicou o gerente, que calcula a morte de mais de 30 bezerros.

Jornal Midiamax