Geral

Brasileira supera problema de saúde e leva prata inédita na luta livre feminina

Aline Ferreira passou os últimos meses tratando um hipertireoidismo. Perdeu cerca de oito quilos, sofreu para se manter em sua categoria (até 72kg). Recuperada, agarrou com força a chance de disputar seu primeiro Pan, em Guadalajara. E neste sábado, quatro dias depois do aniversário de 25 anos, ganhou uma prata de presente, medalha inédita na […]

Arquivo Publicado em 23/10/2011, às 00h53

None

Aline Ferreira passou os últimos meses tratando um hipertireoidismo. Perdeu cerca de oito quilos, sofreu para se manter em sua categoria (até 72kg). Recuperada, agarrou com força a chance de disputar seu primeiro Pan, em Guadalajara. E neste sábado, quatro dias depois do aniversário de 25 anos, ganhou uma prata de presente, medalha inédita na luta livre feminina. Joice Silva, um pouco antes do combate de Aline, tinha igualado o resultado de Rosângela Conceição no Pan do Rio-2007, com um bronze.


Na final, uma derrota para a cubana Ashley Zarate. Juntou sua prata às outras quatro que o país já tinha na luta olímpica (incluindo greco-romana) e aos três bronzes em Pans.


Nas duas últimas lutas contra a cubana Zarate, Aline, doente, saiu derrotada. Esperarava dar o troco na final pan-americana.


– Eu me sentia muito fraca, não conseguia ganhar peso por causa do metabolismo acelerado. Meu treinador disse para eu esquecer tudo – dizia, minutos antes da final.


Aline ainda toma medicação para controlar a doença.


– Vou ter de tratar pelo resto da vida. Com medicamento, posso lutar normalmente, mas tenho que acompanhar – disse a lutadora, que migrou do judô quando tinha 16 anos.

Jornal Midiamax