Geral

Brasil atropela Chile e já é líder do hexagonal final

Embalado novamente por Neymar, o Brasil goleou por 5 a 1 a violenta seleção do Chile nesta segunda-feira, na cidade peruana de Arequipa, e assumiu a liderança do hexagonal final do Sul-Americano sub-20. Os gols brasileiros foram marcador por Neymar – duas vezes -, Lucas, Diego Maurício e William, com Carrasco descontando. A seleção brasileira […]

Arquivo Publicado em 01/02/2011, às 10h39

None

Embalado novamente por Neymar, o Brasil goleou por 5 a 1 a violenta seleção do Chile nesta segunda-feira, na cidade peruana de Arequipa, e assumiu a liderança do hexagonal final do Sul-Americano sub-20.

Os gols brasileiros foram marcador por Neymar – duas vezes -, Lucas, Diego Maurício e William, com Carrasco descontando.

A seleção brasileira chegou aos mesmos três pontos de Uruguai e Equador – que bateram respectivamente Colômbia e Argentina -, mas é líder por conta do maior saldo de gols.

O Brasil mostrou sua superioridade técnica logo aos 17 minutos, quando Neymar mostrou uma nova faceta: a de cobrador de faltas. Após Lucas ser derrubado na meia-lua, o atacante do Santos bateu com categoria e a bola ainda tocou no travessão antes de entrar.

Menos de um minuto depois, no entanto, o Chile empatou. Após bola cruzada na área, Carrasco chutou da direita totalmente sem ângulo e contou com a ajuda do goleiro Gabriel para marcar.

A partir daí, o Chile ficou animado e teve duas boas chances para virar o marcador, sendo que em uma delas Carrasco bateu falta na trave.

Na volta do intervalo, o Brasil retomou o controle da partida e chegou ao segundo logo aos 2 minutos e, claro, com gol de Neymar. Após cruzamento de Oscar, Bruno Uvini cabeceou para o meio da área e o artilheiro do Sul-Americano apareceu antes da zaga para anotar seu sétimo gol na competição.

Aos 19, Lucas marcou seu merecido primeiro gol no torneio. O meia do São Paulo recebeu lançamento em profundidade e da entrada da área encobriu o goleiro chileno para anotar um golaço.

A partir daí, os chilenos apelaram para a violência, sob a complacência do árbitro equatoriano Omar Ponce.

A seleção brasileira respondeu à violência com mais dois gols. Aos 36 minutos, Diego Maurício recebeu assistência de Neymar, entrou na área e bateu no canto de Alfaro.

Aos 44, William aproveitou ótimo cruzamento de Diego Maurício e fuzilou o goleiro chileno de cabeça.

Na segunda rodada, no início da madrugada de sexta-feira (pelo horário de Brasília), o Brasil enfrentará a Colômbia, adversário que o time comandado por Ney Franco venceu por 3 a 1 na fase inicial do torneio.

Jornal Midiamax