A Bolsa de Tóquio, no Japão, fechou hoje (14) em alta, ao ganhar 122,69 pontos – mais 1,37%. O índice Nikkei fechou em 9.086,41 pontos. O índice Topix também fechou em alta de 8,93 pontos. De acordo com análises divulgadas hoje, a economia japonesa sofreu contração pelo terceiro trimestre consecutivo, uma situação agravada pelo terremoto seguido por tsunami de 11 de março, que agravou a queda da produção industrial e do consumo privado.

O índice Nikkei reflete a média não ponderada dos 225 valores da Bolsa de Tóquio, enquanto o indicador Topix agrupa os valores das 1.600 maiores empresas que participam do mercado financeiro.

A contração da economia japonesa – o Produto Interno Bruto (PIB) contraiu 1.3 % no segundo trimestre de 2011 – foi resultado também dos problemas causados pelo terremoto. Os abalos destruíram muitas fábricas na região, afetando principalmente a área energética e de produção de componentes para automóveis.

O ministro das Finanças do Japão, Yoshihiko Noda, disse que os números indicam que o governo terá de “olhar com muita atenção para a economia”, particularmente com o risco de subida da moeda. No último ano, o Japão se deparou com vários problemas econômicos, deixando de ser a segunda maior economia do mundo, ultrapassado pela China.

Os japoneses enfrentam desafios como a deflação, o envelhecimento da população e o aumento da dívida pública. No entanto, o governo espera que a economia atinja um crescimento no segundo semestre do ano.