Geral

Banco de Leite de Dourados precisa recuperar estoque

O Banco de Leite Humano de Dourados, que estava parado desde o final de dezembro e voltou a funcionar ontem, dia 27, precisa, agora, recuperar seu estoque.

Arquivo Publicado em 28/01/2011, às 15h43

None

O Banco de Leite Humano de Dourados, que estava parado desde o final de dezembro e voltou a funcionar ontem, dia 27, precisa, agora, recuperar seu estoque.

O Banco de Leite Humano de Dourados, que estava parado desde o final de dezembro e voltou a funcionar ontem, dia 27, precisa, agora, recuperar seu estoque.

As mães que quiserem doar seu leite devem entrar em contato com o corpo de Bombeiros pelo telefone 3421-4442 ou 193, que será feito o agendamento para uma equipe se deslocar até a residência.

Paralisação

O projeto, que incentiva o aleitamento materno e auxilia na recuperação dos bebês pré-maturos, estava desativado desde a troca do Hospital da Mulher para o Hospital Universitário de Dourados (HU).

Com a transferência dos hospitais, o Banco de Leite passa a ficar alocado no Hospital da Vida. Entretanto, com essas mudanças o projeto ficou sem servidores.

“Os funcionários eram contratados pelo Hospital Evangélico e agora vai ter que contratar pela Fundação Municipal de Saúde”, disse o secretário de Saúde, David Rodrigues Infante Vieira, em entrevista concedida ao Dourados News na última quarta-feira.

Segundo o secretário, a recuperação dos recém-nascidos estava sendo feita com o estoque que o Banco tinha. Entretanto, por meio de um texto enviado pela prefeitura foi informado que o estoque havia acabado.

“Como havia estoque de leite materno, acreditávamos que a Câmara fosse votar o projeto [que autoriza a Fundação Municipal de Saúde a contratar servidores para a gestão do Banco de Leite e cedê-los ao Hospital Universitário] a tempo de evitar a escassez do produto. Só que a Câmara não realizou a sessão extraordinária para votar os projetos encaminhados pelo Executivo e o estoque acabou nesta semana”, dizia Paulo César Nunes, presidente da Fundação, no texto enviado.

Solução temporária

Diante da situação a prefeitura de Dourados decidiu contratar em caráter emergencial os funcionários do Banco de Leite, no entanto a ação só é válida por 30 dias.

Espera-se que neste período o estoque seja recuperado e a Câmara dos Vereadores de Dourados vote a favor do projeto de lei complementar n° 001/2011, que pede a autorização da Fundação Municipal de Saúde para contratar pessoal qualificado para atuar no Banco de Leite e cedê-los ao HU até o fim deste ano. Caso contrário, o projeto poderá voltar a ser paralisado.

Jornal Midiamax