Geral

Alunos queimados em explosão na Unigran devem ficar mais trinta dias internados

Passado o susto e o desespero dos familiares até que se conseguisse atendimento hospitalar adequado, os dois estudantes do curso de Farmácia da Unigran não correm mais perigo de morte e se recuperam das queimaduras de segundo e terceiro graus em praticamente 80% de seus corpos. A informação foi prestada pelo estudante Tales Colman, irmão […]

Arquivo Publicado em 17/03/2011, às 11h13

None

Passado o susto e o desespero dos familiares até que se conseguisse atendimento hospitalar adequado, os dois estudantes do curso de Farmácia da Unigran não correm mais perigo de morte e se recuperam das queimaduras de segundo e terceiro graus em praticamente 80% de seus corpos.


A informação foi prestada pelo estudante Tales Colman, irmão de Aurillo Francine Duarte, que juntamente com Fernando Hirota, foram vítimas de uma explosão em um dos laboratórios da Unigran (Centro Universitário de Dourados) ocorrida por volta das 19h30 da última sexta-feira.


Tales Colman está acompanhando o tratamento do irmão nas constantes conversas que faz com a sua mãe, Maria da Glória Ruiz Duarte, que está em Campo Grande desde o início da semana acompanhando o estudante, internado na Santa Casa.


Tales disse que os médicos asseguram que os dois estudantes estão se recuperando bem e deverão permanecer pelo menos mais 30 dias internados até que se possa fazer uma avaliação sobre os procedimentos cirúrgicos para a correção estética das queimaduras.


As despesas dos familiares de Aurillo e Fernando com alimentação, transporte e hospedagem estão sendo bancados pela universidade, conforme afirmou Tales Colman, apesar de estarem sendo tratados pelo SUS (Sistema Único de Saúde).


O advogado da família de Aurillo disse que está estudando o caso e deverá acionar judicialmente a instituição sobre alguns pontos que julga. Na próxima segunda-feira, o advogado vai requisitar a Unigran toda a documentação escolar do estudante e também vai pedir que o Conselho Regional de Farmácia se pronuncie a respeito do assunto, já que o acidente ocorreu num laboratório que era utilizado por estudantes do curso de Farmácia.


Nota Oficial


A Unigran divulgou na tarde da última terça-feira, somente quatro dias depois da explosão, uma nota anunciando o fato e falando sobre os procedimentos que a instituição havia tomado.


A nota, assinada pelo DECOM (Departamento de Comunicação) da Unigran, diz o seguinte:


“Aconteceu na sexta-feira, 11 de março, dentro da Instituição, um acidente. No presente momento, a UNIGRAN está apurando os fatos, a fim de verificar o que realmente aconteceu, sendo que o Corpo de Bombeiros emitirá laudo sobre a ocorrência. No que se refere aos alunos envolvidos, os mesmos já estão recebendo a assistência médica no hospital especializado, localizado em Campo Grande-MS.”

Jornal Midiamax