Geral

Sorte brilha para Alonso e espanhol vence na Coreia do Sul

Uma corrida incrível. Numa das provas mais conturbadas da história da Fórmula 1 por causa da chuva, tudo deu certo para o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, que contou com os problemas dos rivais da Red Bull para vencer o Grande Prêmio da Coreia do Sul, realizado no circuito de Yeongam. O espanhol, de quebra, […]

Arquivo Publicado em 24/10/2010, às 10h07

None

Uma corrida incrível. Numa das provas mais conturbadas da história da Fórmula 1 por causa da chuva, tudo deu certo para o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, que contou com os problemas dos rivais da Red Bull para vencer o Grande Prêmio da Coreia do Sul, realizado no circuito de Yeongam. O espanhol, de quebra, chegou à liderança do Mundial. O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, acabou em segundo, e o brasileiro Felipe Massa completou o pódio.

Alonso chegou aos 231 pontos na soma geral do Mundial. Tem 11 pontos de vantagem sobre o australiano Mark Webber, que deixou a corrida após perder o controle de sua Red Bull e rodar. Em terceiro lugar na classificação aparece Hamilton, com 210. Vettel, que foi pole e liderou a prova na Coreia até a volta 45, quando o motor de seu carro explodiu, estacionou nos 206 e ficou em situação complicada.

Para se ter uma ideia dos problemas deste domingo na Coreia do Sul, a corrida começou pra valer somente na volta 18, depois de o safety car deixar a pista. Poucas horas antes da disputa, uma chuva torrencial castigou o circuito. A água trouxe lama para o asfalto e os organizadores tiveram muitas dificuldades para deixar a pista em condições. Fotógrafos de agências internacionais chegaram a encontrar até cobras nos arredores de Yeongam.

Os carros deram a largada na Coreia com a presença do safety car. Contudo, após três voltas a prova foi interrompida. Alonso chegou a declarar no rádio de sua Ferrari que era “a pior pista que ele já havia visto”. Depois de 45 minutos de espera, o carro de segurança retornou à pista para ficar mais 15 voltas, quando enfim retornou para os boxes para a “verdadeira largada”.

Pole, Vettel pulou na frente. Webber, no entanto, não teve o mesmo desempenho. Na volta 19, o piloto australiano rodou sozinho e viu seu carro tocar no muro de proteção. A Red Bull de Webber (foto) foi para a lama e ainda tirou da corrida o alemão Nico Rosberg, da Mercedes, que não conseguiu desviar.

Alonso, por pouco, não teve a vida complicada pela Ferrari, quando os mecânicos se atrapalharam na troca do pneu dianteiro direito, na volta 32 – na ocasião, o espanhol chegou a cair para o terceiro lugar, mas conseguiu recuperar a posição ao ultrapassar Hamilton numa das inúmeras entradas do safety car.

Quando todos esperavam pela vitória de Vettel, a sorte sorriu para Alonso. Na volta 45, o motor do carro do alemão explodiu. Alonso passou, agradeceu e venceu a disputa na Coreia do Sul – a quinta vitória do espanhol na temporada.

Rubens Barrichello, da Williams, chegou em sétimo. Bruno Senna ficou em 14.º com a Hispania. Lucas di Grassi, da Virgin, abandonou.

Jornal Midiamax