Geral

Quadrilha que usava MS como rota para o tráfico de drogas é desmantelada

Vinte pessoas foram presas acusadas de integrar uma quadrilha que alimentava o tráfico de maconha em Mato Grosso na operação “Guarânia”, deflagrada pela Polícia Civil em Cuiabá e Mato Grosso do Sul. O grupo era chefiado por Cláudio César Benedito dos Santos, conhecido por “César Gordo”, que é portador de necessidades especiais. A droga, que […]

Arquivo Publicado em 14/07/2010, às 13h55

None

Vinte pessoas foram presas acusadas de integrar uma quadrilha que alimentava o tráfico de maconha em Mato Grosso na operação “Guarânia”, deflagrada pela Polícia Civil em Cuiabá e Mato Grosso do Sul. O grupo era chefiado por Cláudio César Benedito dos Santos, conhecido por “César Gordo”, que é portador de necessidades especiais. A droga, que vinha do Paraguai, abastecia diversas “bocas-de-fumo” de Cuiabá e de Várzea Grande, além de outros municípios do interior de MT.


Nove integrantes do bando foram presos na manhã desta terça-feira e apenas um não foi encontrado. Outros 11 acusados já estavam detidos em Cuiabá e MS.


As investigações começaram há cerca de 1 ano, com a primeira apreensão de maconha que seria entregue para o grupo. Na ocasião, foi preso Igor Fernando Santos Marques. Ele foi localizado em Amambai (MS), transportando 715 kg do entorpecente com destino a Cuiabá e teria sido encomendado por Cláudio. Em outra apreensão em Jaraguari (MS), Fabiano Sanches Oliveira transportava 102 kg de maconha. Outras 9 pessoas foram presas neste período, todas contratadas para transportar a droga de Coronel Sapucaia para Cuiabá.


Rota – Em Coronel Sapucaia, duas pessoas eram responsáveis por preparar a maconha para o transporte. As “mulas” (pessoas que fazem o transporte) eram contratadas por Cláudio e Márcio França dos Santos. Elas iam de Cuiabá até Mato Grosso do Sul para buscar os pacotes, que eram transportados em carros de passeio ou ônibus. Em menos de um ano, o total de entorpecente apreendido com o grupo foi de 870 kg. “É impossível estimar quantas bocas-de-fumo o grupo abastecia, já que é imensurável o número de papelotes que esses 870 kg poderiam render”, ressaltou Cleibe Aparecida, da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).


Durante a operação, foram apreendidos R$ 5 mil em dinheiro, 18 aparelhos celulares, rádios amadores, binóculo, 1 revólver calibre 38 com 12 munições intactas, entre outros objetos.


Presos – Cláudio César Benedito dos Santos, Márcio França dos Santos, Marcos Máximo Santana, Lourival Fernandes Salomé, Leonel Lesmo, Samuel Barbosa, Elisualdo da Silva, Bruno Francisco Ferreira de Sousa Silva e Osiel Neres da Silva.


Já estavam presos – Igor Fernando dos Santos Marques, Fabiano Sanches Oliveira, Dionei Carlos Proença, Fábio Pereira Beco, Adriano Marcelo Rodrigues de Souza, Fabiano Nascimento Martins, Silvio Aquiles da Silva, Carmelita Cabral Padilha, Paulo Roberto de Freitas Marinho, Mauro Gonçalves Pina e Fábio Pereira Beco.

Jornal Midiamax