Geral

Por ciúmes, mulher mata marido com facada no peito

Mônica Rodrigues, 24, foi presa após matar o marido, Cézar Lulu Félix, 31, com uma facada no peito às 20h50min do último sábado (11) na casa onde moravam na Vila Nha-Nhá em Campo Grande. Depois do crime, a mulher acionou o 190 e informou que Cézar teria se suicidado. Mônica disse à reportagem que deu […]

Arquivo Publicado em 13/09/2010, às 21h06

None

Mônica Rodrigues, 24, foi presa após matar o marido, Cézar Lulu Félix, 31, com uma facada no peito às 20h50min do último sábado (11) na casa onde moravam na Vila Nha-Nhá em Campo Grande.

Depois do crime, a mulher acionou o 190 e informou que Cézar teria se suicidado. Mônica disse à reportagem que deu a facada no marido, pois há tempos vinha sofrendo violência doméstica, porém ela não chegou a fazer nenhum boletim de ocorrências, por acreditar que ele não a agrediria mais.

Os principais motivos das discussões eram por causa de ciúmes por parte de Cézar, segundo ela. Eles conviviam juntos há aproximadamente 4 meses.

“Na sexta nós brigamos, eu peguei meu filho e fui para casa de parente, no sábado eu liguei para ele e falei que iria pegar minhas coisas”, disse.

Segundo Mônica, quando chegou à residência começou a ser agredida novamente. “Eu cheguei lá, ele estava tomando cerveja com um amigo do lado de fora, eu entrei, ele entrou junto e fechou o portão pegou no meu cabelo e começou a me rodar”, descreveu.

Durante um intervalo da discussão, a mulher ligou para um amigo de Cézar, para que ele fosse até a casa para intermediar a situação.

“Ele me perguntou com quem eu falava. Com isso ele começou a me rodar pelo cabelo de novo, paramos na cozinha quando eu peguei a faca e acertei ele”.

A mulher disse que seu marido, durante a briga, a ameaçava dizendo que iria agredi-la mais do lado de fora da residência. Mônica foi presa em flagrante e levada para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

O caso foi encaminhado para a 5ª Delegacia de Polícia Civil. Ela que está em uma cela da 6ª delegacia do bairro Tijuca II responderá por Homicídio, Mônica diz estar arrependida do crime.

Jornal Midiamax