Geral

Para Trad Filho, governo não deve deixar junta interventora da Santa Casa

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, repercutiu nesta quinta-feira (21) a declaração do governador André Puccinelli sobre a possibilidade de o governo estadual deixar a junta interventora que administra a Santa Casa. “Acredito que isso não vai acontecer, vou conversar com o governador nos próximos dias e tenho certeza que ele vai rever […]

Arquivo Publicado em 21/10/2010, às 12h42

None

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, repercutiu nesta quinta-feira (21) a declaração do governador André Puccinelli sobre a possibilidade de o governo estadual deixar a junta interventora que administra a Santa Casa.


“Acredito que isso não vai acontecer, vou conversar com o governador nos próximos dias e tenho certeza que ele vai rever sua posição”, afirmou Trad Filho.


Ontem (20), durante cerimônia em Nova Andradina, Puccinelli afirmou que pensa em deixar a junta – composta pelo governo estadual, prefeitura de Campo Grande e Ministério Público – em razão de cobranças sobre uma solução definitiva para a Santa Casa.


O maior hospital do Estado está sob intervenção desde janeiro de 2005, em conseqüência de uma dívida de R$ 37 milhões contraída com bancos, fornecedores e concessionárias de serviços básicos.


Trad Filho ponderou que um acordo judicial determina que a junta seja mantida até 2013, e que o eventual desligamento de qualquer uma das partes também deve passar por uma medida jurídica. Na opinião do prefeito, a administração do hospital tem avançado ao longo dos anos, e seria prematuro pensar em abandonar a junta antes do prazo.

Jornal Midiamax