Geral

No rádio, Dilma parte para comparações com governo de FHC

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, usou seu programa de rádio na manhã desta terça-feira para comparar o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal cabo eleitoral, com o do antecessor Fernando Henrique Cardoso (PSDB). A campanha do principal adversário de Dilma, o tucano José Serra, por sua vez, acusou […]

Arquivo Publicado em 28/09/2010, às 11h50

None

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, usou seu programa de rádio na manhã desta terça-feira para comparar o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal cabo eleitoral, com o do antecessor Fernando Henrique Cardoso (PSDB).




A campanha do principal adversário de Dilma, o tucano José Serra, por sua vez, acusou a petista de “copiar” propostas feitas por ele durante a campanha.



Tendo como tema o “cotidiano dos brasileiros”, o programa de Dilma trouxe depoimentos de pessoas que afirmaram que suas vidas melhoraram sob o governo Lula. O processo de capitalização da Petrobras, por meio do qual a estatal obteve cerca de 120 bilhões de reais, também foi usado para criticar a gestão anterior.



“A Petrobras –aquela que o governo de Fernando Henrique mais Serra queria mudar o nome para Petrobrax– no governo de Lula e Dilma virou a segunda maior empresa de petróleo do mundo”, disse um locutor da campanha petista.



Em sua fala, Dilma pediu que os eleitores comparassem os dois governos antes de votarem no próximo domingo. “Agora que a eleição está chegando à reta final, é mais importante do que nunca cada brasileiro comparar o nosso modelo de governar com aquele modelo do passado”, disse ela.



“Para nós, melhorar a vida das pessoas não é uma promessa de campanha, é uma prática do dia-a-dia”, garantiu.



A campanha de Serra acusou a principal adversária de “copiar” propostas do tucano, como o programa Mãe Brasileira, que promete dar atendimento pré-natal a gestantes, e de prometer “o que já existe”, como a distribuição gratuita de remédios, realizada em São Paulo pelo programa Dose Certa.



“Se ela está fazendo proposta que é do Serra é porque ela sabe que o Serra tem as propostas que ela deveria ter”, disse um locutor da propaganda tucana.



“Tem umas promessas no programa da Dilma que já acontecem na vida real, só que não foi ela nem o PT que fizeram”, afirmou uma outra locutora. “Ô Dona Dilma, pode copiar, mas tem que contar”, provocou.

Jornal Midiamax