Geral

Microsoft promete resolver “nas próximas horas” problema com MSN

A Microsoft afirmou, em comunicado à Folha Online, que identificou a causa do problema que afeta os usuários do comunicador instantâneo MSN desde a noite desta segunda-feira (22), em diferentes regiões do mundo. A queixa mais comum dos usuários é que os contatos aparecem off-line, quando na verdade estariam on-line, como resume pelo Twitter a […]

Arquivo Publicado em 23/03/2010, às 18h15

None

A Microsoft afirmou, em comunicado à Folha Online, que identificou a causa do problema que afeta os usuários do comunicador instantâneo MSN desde a noite desta segunda-feira (22), em diferentes regiões do mundo.


A queixa mais comum dos usuários é que os contatos aparecem off-line, quando na verdade estariam on-line, como resume pelo Twitter a empreendedora Karin van Kempen, na França.


A Microsoft promete normalização em breve do MSN e pede desculpas: “O serviço deverá voltar ao normal, para todos os usuários, nas próximas horas. Pedimos desculpas por qualquer inconveniente que isso possa ter causado.”


“Hoje cedo, os consumidores do Windows Live podem ter enfrentado problemas ao acessar o status de presença de amigos, quando conectados ao Messenger. A causa do problema foi identificada e uma correção foi implementada”, diz o informe da empresa. Detalhes não serão fornecidos, avisa a Microsoft.


A empresa ressalta que hoje, apesar de ainda ser conhecido como “MSN”, seu comunicador instantâneo não é mais assim chamado oficialmente. O nome oficial é Messenger, pertencente à plataforma Windows Live –que também possui recursos como álbum de fotos e blog. Agora MSN é só o nome do portal de notícias da Microsoft.


Diversos internautas no Brasil também acusavam pelo Twitter problema semelhante ao da europeia, como Pedro Cassaro: “to on e fico aparecendo off”.


Shamani Krishnan, da Malásia, xingando o MSN, como vários outros usuários, deu “graças a Deus” por existir o Skype, comunicador instantâneo concorrente.


A pane não é geral, e para alguns usuários o funcionamento já se normalizou. Mas continua sendo o tema mais recorrente quando se busca por “MSN” na rede de microblog Twitter.


Há cerca de quatro horas, quando foi consultada, a Microsoft Brasil afirmou que não tinha explicações a respeito do problema.

Jornal Midiamax